FC BARCELONA

Barça espera iniciar as obras do novo Camp Nou em 2018

Clube eleva o custo da operação até 2,14 bilhões de reais e ganha quase 100.000 metros quadrados em área edificável

Os capitães do Barça e o presidente com a maquete do Camp Nou.
Os capitães do Barça e o presidente com a maquete do Camp Nou.ALBERT GEA (REUTERS)

Mais informações

O FC Barcelona trabalha com a previsão de poder iniciar em 2018 as obras de construção do novo Camp Nou, com capacidade para 105.000 espectadores. Será um estádio totalmente transformado, aproveitando a estrutura do atual e construído em etapas, de modo que a equipe possa continuar jogando enquanto prosseguem as obras, que poderiam ser concluídas entre 2021 e 2022.

O clube acerta os últimos detalhes de seu projeto Espai Barça e, com o aval da Prefeitura da cidade, divulgou as modificações efetuadas ao longo de um processo que continua aberto e espera que seja aprovado dentro de um ano. Trata-se de uma proposta ainda não concluída, embora já tenha sido exposta diante das entidades de moradores de Les Corts e será igualmente comunicada aos diferentes grupos políticos representados na Prefeitura de Barcelona, depois de meses de trabalho das equipes técnicas de urbanismo, mobilidade e sustentabilidade da administração municipal e do clube com base na proposta aprovada por 72% dos sócios do Barcelona, que votaram em abril de 2014.

São ampliados a área pública e os espaços livres, com um investimento superior a 28 milhões de euros (95,2 milhões de reais), que se somam aos 600 milhões (2,05 bilhões de reais) em que estava orçado o Espai Barça. Como resultado da proposta, a cidade ganha 14.000 metros quadrados de solo, 18.700 metros quadrados de zonas verdes e o acesso a um grande espaço de uso público aberto e sem cercas, com mais de 40.000 metros quadrados. Além do investimento de 28 milhões de euros, o Barcelona custeia também os 52 milhões de euros (177 milhões de reais) para a construção subterrânea da área total de estacionamento, com capacidade para 3.200 carros e 1.000 motos.

O clube eleva a área edificável em 63.000 metros quadrados, com instalações para renovar o Camp Nou, construir os escritórios e o novo Palau, com capacidade para 12.000 espectadores, e 36.000 metros quadrados de outros usos para escritórios externos e um hotel. O plano prevê também a reforma de todas as ruas que rodeiam a propriedade do clube.