Oscar 2017

Cineasta iraniano indicado ao Oscar não poderá ir à cerimônia com a ordem de Trump

Presidente dos EUA proibiu a entrada no país de cidadãos de sete nações de maioria muçulmana Diretor de 'O Apartamento', que concorre a melhor filme estrangeiro, pode não ir à festa

Asghar Farhadi (à direita), com Shahab Hosseini, nas filmagens de ‘O Apartamento’
Asghar Farhadi (à direita), com Shahab Hosseini, nas filmagens de ‘O Apartamento’

O cineasta iraniano Asghar Farhadi, indicado ao Oscar na categoria de melhor filme estrangeiro por O Apartamento, não poderá comparecer à cerimônia de entrega do prêmio em Los Angeles em 26 de fevereiro por causa das novas medida contra a imigração aprovadas pelos Estados Unidos. Essa é a conclusão de vários meios de comunicação britânicos, já que a ordem executiva assinada pelo presidente norte-americano, Donald Trump, proíbe a entrada no país de todos os refugiados durante os próximos quatro meses e de imigrantes de sete nações de maioria muçulmana, entre elas o Irã, por um período de pelo menos 90 dias.

MAIS INFORMAÇÕES

O jornal The Independent cita várias fontes que confirmam que a nova normativa impedirá Farhadi de viajar aos Estados Unidos. A atriz protagonista de O Apartamento, Taraneh Alidoosti, já anunciou sua intenção de boicotar a cerimônia do Oscar precisamente por causa do fechamento de fronteiras aprovado por Trump, que considera “racista”. Mas segundo o presidente norte-americano, a medida serve para “manter terroristas islâmicos radicais” fora do país. “Só queremos aqueles que apoiem nosso país e que realmente gostem de nosso povo”, declarou Trump.

O festival de cinema de Tribeca, fundado por Robert de Niro em 1988, manifestou sua indignação na rede social Twitter. “Isso é inaceitável e de cortar o coração”, afirma uma mensagem da organização. Trita Parsi, responsável pelo Conselho Nacional Iraniano Americano, uma organização sem fins lucrativos que tenta dar voz aos iranianos que vivem nos Estados Unidos e promover o diálogo entre os dois países, também confirmou no Twitter a recusa a Farhadi: “Confirmado. Ele não poderá entrar nos EUA para ir ao Oscar”.

O Apartamento está sendo considerado como um dos principais favoritos ao prêmio de melhor filme estrangeiro, junto com o alemão Toni Erdmann. Os dois competem com o dinamarquês Terra de Minas, o australiano Tanna e o sueco Um Homem Chamado Ove. Farhadi já ganhou um Oscar na mesma categoria com o filme A Separação, em 2012.

Arquivado Em: