Acidente da Chapecoense

Neymar, Messi e outras estrelas do esporte se unem à dor da Chapecoense

“Impossível acreditar que essas pessoas deixaram suas famílias”, expressou o brasileiro, estrela da Seleção. “Meus mais sentidos pêsames a todas as famílias, amigos e torcedores”, acrescentou Messi

Messi, cabisbaixo, no domingo passado, em Anoeta.
Messi, cabisbaixo, no domingo passado, em Anoeta.J. M. S. (Getty)

Mais informações

O acidente aéreo ocorrido na segunda-feira no município de La Ceja (Colômbia), com um saldo de pelo menos 71 mortos, comoveu o mundo do futebol. A aeronave transportava a Chapecoense, um humilde clube brasileiro que iria disputar sua primeira grande final, a da Copa Sul-Americana. Teoricamente, esta quarta-feira seria o dia em que jogaria a partida de ida contra o Atlético Nacional, em Medellín. Imediatamente após a divulgação da notícia, jogadores e várias personalidades do mundo do futebol expressaram suas condolências.

Na Espanha, o Atlético de Madrid e o Barcelona reagiram com mensagens de apoio, assim como o Real Madrid, cujo time fez um minuto de silêncio antes de iniciar seu treino sobre o gramado de Valdebebas. Mais tarde, o técnico Zinedine Zidane lamentou o episódio na sala de imprensa. Ao longo de todo o dia, houve uma série de reações para expressar a dor e o apoio ao clube brasileiro, fundado em 1973.

As grandes figuras também se solidarizaram com as vítimas através das redes sociais. Entre elas, Lionel Messi, capitão do Barcelona. “Meus mais sentidos pêsames para todas as famílias, amigos e torcedores do time da Chapecoense”, disse a mensagem do jogador. Seu compatriota Diego Maradona escreveu: “Meus pêsames aos familiares da equipe da Chapecoense, do Brasil, e de todas as pessoas que faleceram no trágico acidente de avião, na Colômbia. Lamentavelmente, esses garotos, que vinham abrindo seus caminhos com a força do futebol, tomaram o avião errado. A partir de hoje sou torcedor da #Chapecoense”.

Aos dois argentinos uniram-se Andrés Iniesta, meia do Barcelona, e Fernando Torres, atacante do Atlético de Madrid. Da mesma maneira se manifestaram grandes esportistas como o tenista Rafael Nadal (“Minhas condolências à Chapecoense e às famílias de todas as vítimas do acidente de avião”) e o piloto Lewis Hamilton (“Meus pensamentos e orações estão com a Chapecoense na Colômbia e com aqueles atingidos pela tragédia”). Na mesma linha se expressou Neymar, estrela da seleção brasileira. “Impossível acreditar nessa tragédia, impossível acreditar no ocorrido, impossível acreditar que o avião caiu, impossível acreditar que atletas, seres humanos, estavam nesse avião, impossível acreditar que essas pessoas deixaram suas famílias. É impossível acreditar! Hoje o mundo chora, mas o céu se alegra em receber campeões. Meus sentimentos a todos os familiares e amigos”, lamentou o número 11 do Barcelona em sua conta no Instagram.