RACISMO

Torcedor joga banana em campo durante jogo da Champions na Rússia

É o segundo episódio em menos de dois meses em Rostov do Don, que é uma das sedes da Copa do Mundo de 2018

Moussa Doumbia, do Rostov, e Jetro Willems, do PSV.
Moussa Doumbia, do Rostov, e Jetro Willems, do PSV.M. ZMEYEV / REUTERS
Agencias

Um torcedor, ainda não identificado, jogou na quarta-feira uma banana durante a partida entre o Rostov, da Rússia, e o PSV Eindhoven, da Holanda. O clube russo já havia sofrido uma punição em 9 de setembro e aguarda nova sanção. Rostov do Don, a cidade da equipe, será uma das sedes na Copa do Mundo da Rússia 2018.

Mais informações

A partida já estava sendo jogada em um estádio parcialmente fechado por causa da sanção da UEFA ao Rostov, depois de um episódio de racismo no jogo de repescagem para disputar a Champions contra o Ajax.

A banana foi vista na transmissão televisionada no 23º minuto da partida, perto da área que o Rostov defendia nesse momento. Não ficou claro quem a lançou nem se haverá alguma punição para o clube local. Nesse momento havia três jogadores negros em campo, todos do PSV: o defensor francês Nicolas Isimat-Mirin, o defensor holandês Jetro Willems e o ponta direita holandês Luciano Narsingh. O PSV não pedirá à UEFA que castigue o Rostov.

"Espero que o incidente em Rostov seja um caso isolado e que não se repita no futuro”, disse Alexei Sorokin, membro do comitê organizador da Rússia 2018, à agência TASS. “Com a federação russa, estamos atentos a esse tipo de acontecimento, mas é impossível controlar cada pessoa do estádio”, concluiu.

Esta tem sido uma semana polêmica para a FIFA depois de sua decisão de dar por encerrada a atividade da Task Force, uma unidade especial que propunha ideias e iniciativas concretas para combater o racismo.

Mais informações