Prêmios Emmy

Os prêmios Emmy 2016, em cinco pontos

Favoritos, ausentes e surpresas. Tudo o que você precisa saber sobre o prêmio máximo da TV dos EUA

- Quem são os favoritos?

MAIS INFORMAÇÕES

Este ano não parece haver muita dúvida sobre quem deve levar os grandes prêmios da noite. Se no ano passado, Game of Thrones conseguiu bater a última temporada de Mad Men, este ano o seriado épico parecer ter o caminho muito mais livre para repetir o feito de ser o melhor drama. Isso se The Americans, recém-chegada ao prêmio após três anos esquecida, não ultrapassar pela direita. Veep é a franca favorita a conquistar novamente o título de melhor comédia, enquanto o fenômeno The People v. O.J. Simpson - American Crime Story deve arrasar nas categorias em que compete, tanto como em melhor minissérie como com seus atores.

Há mais dúvidas entre os prêmios para as estrelas dos seriados. Entre os nomes mais mencionados estão Kevin Spacey, Rami Malek, Viola Davis, Robin Wright, Allison Janney, Lena Headey, Maggie Smith, Tony Hale, Peter Dinklage e Kit Harington. Mas é difícil ter certeza nessas categorias que costumam guardar surpresas. Os únicos que parecem mais claros são os dois protagonistas de comédias: Julia Louis-Dreyfus é quase dada como certa para voltar a levar um Emmy para casa, enquanto Jeffrey Tambor tem todas as credenciais para subir novamente ao palco por dar vida a um transexual em Transparent.

- Quais podem ser as surpresas?

O que seria de grandes prêmios sem suas decisões inesperadas? Em sua quarta temporada, The Americans e seus protagonistas finalmente conseguiram entrar no grupo de indicados. Contam com o apoio da crítica, mas sua visibilidade é muito menor que a de Lannister, Stark e companhia. A justiça subirá alguns pontos se a algumas das indicações desta série de espionagem se tornar um prêmio. Mr. Robot e seu protagonista, Rami Malek, também podem levar alguma coisa. Se Maura Tierney ganhar por seu papel em The Affair, não será realmente uma surpresa — apenas pelo fato de estar em uma categoria (melhor atriz coadjuvante) na qual concorre com três intérpretes de Game of Thrones (algo que, na realidade, acaba atrapalhando-as) e com Maggie Smith (Downton Abbey). Outra surpresa será se Anthony Anderson (Black-ish) tirar o Emmy de Jeffrey Tambor. Ou ainda que Kerry Washington (Confirmation) ganhe de Sarah Paulson (The People v. O.J. Simpson) ou Kirsten Dunst (Fargo). Mas já se viu coisas mais estranhas na história da premiação.

- Que recordes podem ser batidos esta noite?

Game of Thrones chega disposta a bater suas próprias marcas. Já tem o título de drama mais premiado na história do Emmy. Além disso, esta noite, se conseguir três estatuetas, o seriado vai superar as 37 arrebatadas por Frasier, a série mais premiada da história do Emmy até agora (deixamos de fora o programa humorístico Saturday Night Live, que coleciona 48 prêmios em mais de 40 anos de existência. Game of Thrones compete neste domingo em cinco categorias: roteiro, direção, ator, atriz coadjuvante e melhor drama.

Julia Louis-Dreyfus também está preparada para quebrar recordes. Se ganhar seu quinto Emmy por Veep, empatará com Don Knotts, Ed Asner e Candice Bergen como os atores mais premiados por um mesmo personagem. Além disso, se somar os prêmios por Veep àqueles conquistados por The New Adventures of Old Christine (e o de atriz coadjuvante por Seinfeld), ela se tornará a intérprete que mais ganhou na categoria de melhor atriz de comédia, superando Candice Bergen e Mary Tyler Moore.

Claro que se os números de Louis-Dreyfus são impressionantes, os de Allison Janney são ainda mais. Se ela conseguir uma nova vitória este ano por seu papel em Mom, ela empatará com Cloris Leachman como a atriz com mais prêmios Emmy — oito cada uma.

Não parece muito provável, mas se Modern Family ganhar o prêmio de melhor comédia pelo sexto ano, vai superar Frasier como a série com mais vitórias nessa categoria.

- Quem são os grandes ausentes desta edição do Emmy?

Que ninguém procure por The Leftovers e seus atores. O drama da HBO, aclamado pela crítica mas que passou despercebido pelo grande público, liderou muitas listas do melhor de 2015, mas não parece ter contado com o apoio dos jurados do prêmio. Também faltarão na lista de indicados desta noite a série Orange Is the New Black e suas atrizes. O fato de o programa competir nas categorias de drama pode ter sido fundamental para sua ausência. Também estão fora da disputa Narcos, Girls e os protagonistas de Billions. Nem Juliana Marguiles e Christine Baranski pela despedida de The Good Wife. Na categoria comédia, sentimos a falta de uma das revelações da temporada passada, a série Crazy Ex Girlfriend e sua protagonista, Rachel Bloom, premiada com o Globo de Ouro. Ou Jim Parsons, ganhador de quatro Emmy por dar vida a Sheldon Cooper em The Big Bang Theory.

- Quem vota e como o processo é realizado?

O Emmy é entregue pela Academia de Artes e Ciências Televisivas dos Estados Unidos. O sistema de votação para escolher os ganhadores mudou no ano passado. Segundo muitos especialistas, as variações foram um fator decisivo para que Game of Thrones e Veep saíssem vencedoras. Este ano, foram introduzidas mais novidades. Antes, os membros da Academia só podiam votar na categoria de sua especialidade e tinham que justificar ter assistido aos episódios escolhidos pelos indicados. Desde o ano passado, todos os membros podem votar em todas as categorias e não têm que justificar ter visto os episódios, o que na prática favorece as séries mais populares. A mudança deste ano significa que, em vez de votar nos indicados por ordem de preferência, cada jurado agora escolhe apenas um favorito para cada categoria, simplificando ainda mais o sistema de votação.

Arquivado Em: