Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Obama cria no Havaí a maior reserva natural do mundo

A decisão foi tomada para preservar uma área com mais de 7.000 espécies marinhas

Peixes coloridos de recife em Papahãnaumokuakea.

O presidente Barack Obama decretou nesta sexta-feira a criação da maior reserva natural do planeta, em uma região localizada ao nordeste do Havaí, onde ele nasceu. A decisão quadruplica a área do Monumento Nacional de Papahãnaumokuakea, criado em 2006 por George W. Bush, e abrange, no total, mais de 1,5 milhão de quilômetros quadrados de terra e mar. A medida impõe a proibição da pesca comercial na área protegida e obriga a que qualquer pesquisa científica que implique a retirada de algum exemplar da região tenha de ter autorização prévia para tanto.

O anúncio feito pela Casa Branca coincide com a comemoração, nesta semana, do centenário dos Parques Nacionais dos Estados Unidos, e reitera os esforços de Obama no sentido de reagir aos desafios colocados pela mudança climática. Seu decreto presidencial se soma a outras decisões semelhantes, com as quais o presidente decretou o estatuto de área protegida para mais de 2,2 milhões de quilômetros quadrados de terra e mar, uma área mais do que duas vezes superior à preservada por alguma decisão de qualquer um de seus antecessores.

“A proteção do meio ambiente marinho diz respeito aos interesses de todos”, afirma Obama. O presidente democrata, que intensificou suas iniciativas nos últimos anos no contexto da luta contra os efeitos da mudança climática, é o sétimo presidente a adotar alguma medida para preservar esse arquipélago, segundo o jornal The Washington Post.

A nova zona protegida, o Monumento Nacional de Papahānaumokuākea, tem três vezes o tamanho de Espanha

O anúncio precede a viagem que Obama fará na semana que vem ao Havaí, onde participará do Congresso Mundial da Natureza, organizado em Honolulu pela União Internacional pela Conservação da Natureza. Em comunicado, a Casa Branca afirma que, além de contribuir para a preservação da região e das espécies que vivem nela, trata-se de uma área considerada sagrada pela população nativa do Havaí.

A reserva natural decretada por Obama tem área equivalente a três vezes o território da Espanha e supera a de todos os parques nacionais norte-americanos juntos. Além disso, conta com a maior população de aves marinhas do mundo, com mais de 14 milhões de exemplares de 22 espécies. Ali foi descoberto, recentemente o animal vivo mais longevo do planeta, um coral de 4.500 anos, assim como seis montes submarinos onde vivem mais de 7.000 espécies marinhas.

Nas últimas décadas, a comunidade científica vem argumentando que as espécies marinhas –tanto as que já são conhecidas quanto as que ainda estão por ser descobertas—poderiam ser beneficiadas com a adoção de ações maiores de preservação, como a anunciada nesta sexta-feira por Obama, para lutar contra os efeitos da mudança climática. Segundo a revista National Geographic, um quarto das espécies que vivem nessa reserva natural não existem em nenhum outro lugar do planeta.

MAIS INFORMAÇÕES