Brexit

Imprensa britânica toma partido sobre possível saída do Reino Unido da UE

A dois dias do referendo, os jornais argumentam a favor ou contra a permanência na União Europeia

Capa de 14 de junho do jornal ‘The Sun’, o mais vendido do Reino Unido.
Capa de 14 de junho do jornal ‘The Sun’, o mais vendido do Reino Unido.DANIEL SORABJI (AFP)

A menos de 48 horas do início da votação do referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, a imprensa britânica se posiciona publicamente. Os jornais mais destacados do apoiam ou rejeitam a saída do país através de seus editoriais.

Jornais que apoiam a permanência do Reino Unido na UE

The Times

Mais informações

No último sábado, publicou o artigo “Por que permanecer é o melhor para o Reino Unido”. “No fim das contas, acreditamos que o Reino Unido estaria melhor liderando uma reforma da UE em vez de começar de novo fora dela”, disse o jornal. The Times posicionou-se sem hesitar a favor da permanência, ao contrário de outros veículos também pertencentes a Rupert Murdoch, como The Sun e The Sunday Times

The Mail on Sunday

O jornal conservador defendeu abertamente a permanência, alegando que o Reino Unido estará melhor, mais seguro, mais livre e mais próspero dentro do bloco. “Para que a Grã-Bretanha (por extensão, o Reino Unido) moderna cresça e prospere, devemos trabalhar com, e não contra, nossos sócios da comunidade europeia; devemos manter nosso assento na principal mesa do continente e ajudar a moldar seu destino. Nossa voz alta e clara deve ser escutada na Europa”, argumentou em recente editorial.

Daily Mirror

O tabloide de tendência trabalhista pede que os leitores votem a favor da permanência, alegando que uma Europa unida se torna um lugar mais seguro e com um futuro econômico mais certeiro. “Este referendo não gira em torno de nossa história pregressa. Essa consulta, o seu X na sua cédula de votação, escreverá nossa história”, afirmou o jornal em editorial.

The Financial Times

O prestigioso jornal econômico incentiva seus leitores a manter os laços com Bruxelas. “Votar pela saída seria uma decisão irrevogável, um duríssimo golpe contra a ordem mundial estabelecida depois de 1945”, afirmou, de maneira contundente, num editorial de quarta-feira passada. “Não é o momento de voltar à pequena Inglaterra; somos o Reino Unido e temos a obrigação de contribuir para um mundo mais seguro e mais livre.”

The Guardian

O principal jornal de referência para a esquerda britânica alertou que “é preciso votar por um país unido, por um Reino Unido conectado e inclusivo; é preciso rejeitar o voto por uma nação dividida, irritada e isolada.”

The Observer

Propriedade da mesma editora de The Guardian, o jornal afirma que a União Europeia não é perfeita, mas destaca que o conjunto tem sido um fator positivo. “Permanecer na UE não solucionará magicamente todos os desafios que o Reino Unido enfrentará nos próximos anos. No entanto, votar a favor da permanência permite colocar nosso país no epicentro da reforma do projeto europeu”, disse The Observer num recente editorial.

Jornais que apoiam a saída do Reino Unido da UE

The Sun

O jornal sensacionalista, o mais vendido do Reino Unido, pediu que seus leitores votem a favor da saída do país na capa de sua edição de 14 de junho. “Devemos nos libertar de uma Bruxelas ditatorial”, afirmou o tabloide, que tem uma tiragem de quase 2 milhões de exemplares.

The Sunday Times

O jornal pediu o voto pela saída, como uma maneira de forçar mudanças drásticas na organização do bloco e conseguir condições mais aceitáveis para o Reino Unido. “Sim, devemos estar preparados para um caminho cheio de obstáculos, mas devemos nos manter firmes”, disse em editorial.

The Sunday Telegraph

O jornal conservador motivou seus leitores a se mobilizarem a favor da saída. Argumentou num editorial que a UE é coisa do passado, e que abandoná-la é a única maneira de preservar a soberania britânica e de decidir que país os cidadãos querem. “Uma vez fora da UE e não submetidos à livre circulação de trabalhadores do bloco, o Parlamento britânico poderá abordar assuntos tão delicados.”

The Daily Telegraph

Na última segunda-feira, o jornal conservador defendeu a opção pela saída da UE no editorial “Vote pela saída para se beneficiar de um mundo de oportunidades.”