13 fotos

O que você espera do Governo Temer?

As previsões das ruas no dia do impeachment da presidenta Dilma Rousseff

  • Raphael acredita que a indefinição política pela qual o Brasil passa acaba se refletindo na economia, e por consequência, na vida de todos os brasileiros. Um dos sintomas, avalia, é a perda de empregos. “Para ser sincero, eu estou desiludido. É uma bobagem escolher um super-herói ou adotar um dos lados como correto. Talvez a entrada de um novo governo dê um fôlego inicial na economia, principalmente porque os empresários, em sua maioria, estão apoiando o impeachment. No entanto não acredito que esse otimismo seja suficiente para sustentar uma melhora por muito tempo.”
    1Raphael Rodrigues, 22 anos, radialista Raphael acredita que a indefinição política pela qual o Brasil passa acaba se refletindo na economia, e por consequência, na vida de todos os brasileiros. Um dos sintomas, avalia, é a perda de empregos. “Para ser sincero, eu estou desiludido. É uma bobagem escolher um super-herói ou adotar um dos lados como correto. Talvez a entrada de um novo governo dê um fôlego inicial na economia, principalmente porque os empresários, em sua maioria, estão apoiando o impeachment. No entanto não acredito que esse otimismo seja suficiente para sustentar uma melhora por muito tempo.”
  • Para Eduardo, produtor rural, a sua situação não está tão ruim mas trata-se de uma exceção. Em geral, a economia do país está uma lástima.  “A mudança de governo será uma injeção de ânimo inicial porém é preciso seriedade. O Brasil é um país rico e com uma boa administração é possível voltar a crescer. O Governo Temer será curto, de transição. Não é possível fazer muito mas o novo presidente certamente tentará deixar um legado positivo. Se a economia sair da UTI já está bom.”
    2Eduardo Oliveira, 44 anos, produtor rural Para Eduardo, produtor rural, a sua situação não está tão ruim mas trata-se de uma exceção. Em geral, a economia do país está uma lástima. “A mudança de governo será uma injeção de ânimo inicial porém é preciso seriedade. O Brasil é um país rico e com uma boa administração é possível voltar a crescer. O Governo Temer será curto, de transição. Não é possível fazer muito mas o novo presidente certamente tentará deixar um legado positivo. Se a economia sair da UTI já está bom.”
  • Isabel está otimista com o futuro neste momento de transição.  “Este é um momento histórico. O processo de impeachment tem embasamento legal mas é uma medida traumática. Dá uma aura de parlamentarismo ao nosso sistema presidencialista. Eu acredito que a situação do país vá melhorar. Um novo governo dará mais confiança aos investidores e o Temer parece ser um homem sério.”
    3Maria Isabel Penteado, 67 anos, funcionária pública Isabel está otimista com o futuro neste momento de transição. “Este é um momento histórico. O processo de impeachment tem embasamento legal mas é uma medida traumática. Dá uma aura de parlamentarismo ao nosso sistema presidencialista. Eu acredito que a situação do país vá melhorar. Um novo governo dará mais confiança aos investidores e o Temer parece ser um homem sério.”
  • Washington avalia que o Governo Temer é uma incógnita.  “Ando bastante preocupado com a economia do país. As políticas adotadas foram completamente erradas e isso impacta diretamente no dia a dia da população. Mesmo uma troca de governo não será capaz de melhorar a situação em um curto período de tempo. O Governo Temer é uma grande incógnita. O PMDB também está envolvido nos escândalos de corrupção e os partidos que apoiam o impeachment estão mantendo a prática do fisiologismo. Apesar da troca, não houve uma mudança na cultura política.”
    4Washington Gianozzi, 56 anos, consultor de T.I. Washington avalia que o Governo Temer é uma incógnita. “Ando bastante preocupado com a economia do país. As políticas adotadas foram completamente erradas e isso impacta diretamente no dia a dia da população. Mesmo uma troca de governo não será capaz de melhorar a situação em um curto período de tempo. O Governo Temer é uma grande incógnita. O PMDB também está envolvido nos escândalos de corrupção e os partidos que apoiam o impeachment estão mantendo a prática do fisiologismo. Apesar da troca, não houve uma mudança na cultura política.”
  • Cris está pessimista com a transição de poder.  “Minha vida já está bem apertada e as perspectivas não são nada boas com esse novo governo que está tomando o poder. Certamente haverá prejuízos aos poucos direitos que as classes menos privilegiadas conseguiram com muitos anos de luta. Nós seguiremos lutando para que esse governo ilegítimo dure o menor tempo possível.”
    5Cris Blue, 51 anos, Funcionária Pública da área da educação Cris está pessimista com a transição de poder. “Minha vida já está bem apertada e as perspectivas não são nada boas com esse novo governo que está tomando o poder. Certamente haverá prejuízos aos poucos direitos que as classes menos privilegiadas conseguiram com muitos anos de luta. Nós seguiremos lutando para que esse governo ilegítimo dure o menor tempo possível.”
  • Cristiani acredita que o país se livrou da tentativa de comunismo do PT, e que bom mesmo seria uma intervenção militar para estabelecer novas eleições. “A corrupção desses últimos 13 anos vem acabando com o país. Esse partido e o Foro de São Paulo vêm buscando instaurar o comunismo porém nós finalmente estamos tomando o país de volta. A economia está anulada e isso reflete diretamente na área em que atuo. Vejo todos os dias o aumento da inadimplência e diversos colegas vêm sendo demitidos. Esse novo governo trará uma pequena estabilização mas eu acredito que somente uma intervenção militar, a dissolução de todos os partidos, criação de novas leis e novas eleições podem de fato colocar o país na linha.”
    6Cristiani Galvão, 43 anos, bancária Cristiani acredita que o país se livrou da tentativa de comunismo do PT, e que bom mesmo seria uma intervenção militar para estabelecer novas eleições. “A corrupção desses últimos 13 anos vem acabando com o país. Esse partido e o Foro de São Paulo vêm buscando instaurar o comunismo porém nós finalmente estamos tomando o país de volta. A economia está anulada e isso reflete diretamente na área em que atuo. Vejo todos os dias o aumento da inadimplência e diversos colegas vêm sendo demitidos. Esse novo governo trará uma pequena estabilização mas eu acredito que somente uma intervenção militar, a dissolução de todos os partidos, criação de novas leis e novas eleições podem de fato colocar o país na linha.”
  • Menegatti avalia que o PT não tinha mais condições de governar.  “A situação de instabilidade política e a recessão econômica afeta a todos. Nós estamos à deriva, sem credibilidade. O governo do PT, mesmo que continuasse, não conseguiria mais governar, perdeu totalmente o apoio. A esperança é que haja uma mudança, pois tirar um presidente é um ato muito sério. Não é possível mudar da água para o vinho, mas eu estou otimista.”
    7Fioravante Menegatti, 36 anos, empresário Menegatti avalia que o PT não tinha mais condições de governar. “A situação de instabilidade política e a recessão econômica afeta a todos. Nós estamos à deriva, sem credibilidade. O governo do PT, mesmo que continuasse, não conseguiria mais governar, perdeu totalmente o apoio. A esperança é que haja uma mudança, pois tirar um presidente é um ato muito sério. Não é possível mudar da água para o vinho, mas eu estou otimista.”
  • Ariane acredita que é preciso ocupar as ruas com a chegada do Governo Temer.  “O clima está muito complicado, principalmente após a votação do dia 17 de abril. Nós estamos testemunhando um capítulo triste da história do país. Eu entendo que esse plano de governo do Temer é um retrocesso em diversas áreas. Na cultura, por exemplo, já há uma sinalização muito negativa. Seguiremos na luta e o impeachment me traz a certeza de que precisamos estar cada vez mais nas ruas.”
    8Ariane, 27 anos, produtora Ariane acredita que é preciso ocupar as ruas com a chegada do Governo Temer. “O clima está muito complicado, principalmente após a votação do dia 17 de abril. Nós estamos testemunhando um capítulo triste da história do país. Eu entendo que esse plano de governo do Temer é um retrocesso em diversas áreas. Na cultura, por exemplo, já há uma sinalização muito negativa. Seguiremos na luta e o impeachment me traz a certeza de que precisamos estar cada vez mais nas ruas.”
  • Neide diz que não confia em nenhum político.  “A coisa está feia. Não só eu mas todo mundo está reclamando. Está tudo muito caro e difícil. Arroz, feijão, tudo no mercado está mais caro a cada dia. O Brasil não está bem já faz um tempo. Talvez se entrar outro presidente mude algo mas eu não acredito. Não tem como melhorar. Político é tudo igual e não temos mais fé neles, só em Deus.”
    9Neide de Oliveira, 64 anos, costureira e vendedora Neide diz que não confia em nenhum político. “A coisa está feia. Não só eu mas todo mundo está reclamando. Está tudo muito caro e difícil. Arroz, feijão, tudo no mercado está mais caro a cada dia. O Brasil não está bem já faz um tempo. Talvez se entrar outro presidente mude algo mas eu não acredito. Não tem como melhorar. Político é tudo igual e não temos mais fé neles, só em Deus.”
  • Maurício é coletor e pai de quatro filhos, e não tem mais paciência com promessas de políticos.  “Tudo está muito ruim. Está muito difícil de arrumar emprego. Muitas empresas estão demitindo ou fechando. Nós pensamos que a Dilma faria algo para mudar mas não fez. Espero que minha situação melhore mas não creio muito. Sempre que entra algum governo novo eles dizem que vai melhorar mas não melhora. São só promessas.”
    10Mauricio de Jesus, 31 anos, coletor Maurício é coletor e pai de quatro filhos, e não tem mais paciência com promessas de políticos. “Tudo está muito ruim. Está muito difícil de arrumar emprego. Muitas empresas estão demitindo ou fechando. Nós pensamos que a Dilma faria algo para mudar mas não fez. Espero que minha situação melhore mas não creio muito. Sempre que entra algum governo novo eles dizem que vai melhorar mas não melhora. São só promessas.”
  • Cristiano não tem nenhuma expectativa de melhora daqui para a frente. “Está complicado para trabalhar mas não consigo ver melhora para o futuro. A mudança de Governo não vai afetar meu dia a dia, mas acredito que vá piorar para muita gente, principalmente os mais pobres.”
    11Cristiano Barros de Oliveira, 25 anos, vendedor Cristiano não tem nenhuma expectativa de melhora daqui para a frente. “Está complicado para trabalhar mas não consigo ver melhora para o futuro. A mudança de Governo não vai afetar meu dia a dia, mas acredito que vá piorar para muita gente, principalmente os mais pobres.”
  • Para Alexandre, o PT será bode expiatório de tudo que estiver errado daqui em diante.  “Minha vida agora está caminhando melhor que o Brasil. O país está muito confuso e sofrendo com a inflação. Eu torço para que melhore para mim e para todos. Se realmente entrar um novo Governo, eu acredito que irão continuar roubando e desviando e ainda colocarão a na conta da Dilma. O país está ruim então ficará fácil colocar a culpa no governo que saiu.”
    12Alexandre Zacharias, 36 anos, motorista Para Alexandre, o PT será bode expiatório de tudo que estiver errado daqui em diante. “Minha vida agora está caminhando melhor que o Brasil. O país está muito confuso e sofrendo com a inflação. Eu torço para que melhore para mim e para todos. Se realmente entrar um novo Governo, eu acredito que irão continuar roubando e desviando e ainda colocarão a na conta da Dilma. O país está ruim então ficará fácil colocar a culpa no governo que saiu.”