MORTE DO POETA CHILENO

Pablo Neruda será enterrado pela quarta vez no balneário chileno de Ilha Negra

Os restos mortais do Nobel retornarão ao túmulo de sua casa após serem exumados

Vigilia por el escritor chileno en el Congreso de Santiago. Reuters Live! (reuters_live)

Mais informações

O escritor Pablo Neruda, ganhador do Nobel de Literatura de 1971, será enterrado nesta terça-feira pela quarta vez em sua casa do balneário chileno de Ilha Negra. Nos últimos dias, seus restos mortais foram velados num funeral popular no Congresso de Santiago. A família os recebeu no domingo depois da exumação para esclarecer sua morte, ocorrida em 23 de setembro de 1973 na clínica de Santa María.

Os restos do escritor chileno foram exumados em abril de 2013 para investigar a suposta intervenção de terceiros em sua morte, ocorrida dias depois do golpe de Estado de Augusto Pinochet. Um documento oficial do Ministério do Interior do Chile, divulgado por EL PAÍS em novembro passado, reconhecia pela primeira vez a alta possibilidade de que o poeta tenha sido assassinado. O texto afirma que ele não morreu “em decorrência do câncer de próstata que sofria” e que “a intervenção de terceiros era claramente possível e altamente provável.

Os médicos certificaram que o poeta morreu por um câncer de próstata, o que foi aceito por seu círculo íntimo. No entanto, o Partido Comunista apresentou em 2011 uma ação pedindo que a morte fosse investigada. A petição baseava-se no testemunho de um antigo chofer do escritor, Manuel Araya, segundo o qual Neruda havia sido envenenado. “Aplicaram-me uma injeção e estou queimando por dentro”, disse-lhe o poeta, segundo sua declaração.

A polícia inicialmente descartou a intervenção de terceiros, mas o juiz do caso, Mario Carroza, ordenou novos exames. Os familiares dizem que a morte do poeta foi acelerada pela inoculação da bactéria Staphylococcus aureus, um microrganismo altamente agressivo e resistente à penicilina. A bactéria foi usada pela ditadura militar de Pinochet (1973-1990) para eliminar opositores.

Os restos do autor de Vinte Poemas de Amor e uma Canção Desesperada serão levados à sua casa de Ilha Negra, onde haverá uma cerimônia com a participação de familiares. Em seguida, retornarão à tumba que seu corpo havia ocupado ao lado da terceira e última esposa, Matilde Urrutia.

Os dois primeiros enterros de Neruda foram em diferentes túmulos no Cemitério Geral entre 1973 e 1974. O terceiro foi realizado em 1992, em sua casa de Ilha Negra, onde seus restos estavam até a exumação em 2013.