Super Bowl

Lady Gaga e Beyoncé triunfam no show do Super Bowl

'Queen B' apresentou ‘Formation’ e compartilhou o palco com Coldplay e Bruno Mars Lady Gaga também brilhou com sua interpretação do hino no Super Bowl 50, o evento esportivo do ano

Beyoncé ao lado de Bruno Mars em sua apresentação no Super Bowl 2016.
Beyoncé ao lado de Bruno Mars em sua apresentação no Super Bowl 2016.EZRA SHAW (AFP)

A expectativa não estava depositada apenas sobre Denver Broncos contra os Carolina Panthers, na partida vencida pelos primeiros. No Super Bowl 50, o evento esportivo do ano nos Estados Unidos, os focos também se concentram nos shows, onde reside parte importante do espetáculo. Nesta edição, também saíram vitoriosas em campo Lady Gaga e Beyoncé.

A autora de Poker Face emocionou interpretando o hino nacional dos EUA a uma plateia que hasteou a bandeira do amor. “Believe in love” (acredite no amor, em português), dizia o mosaico na arquibancada. Lady Gaga, que deixou para trás sua fase de excessos e extravagâncias estilísticas, apresentou um terninho glitter, de calça e blazer vermelhos, combinando com a sombra de seus olhos. Assinado por Gucci, o look de Lady Gaga também trazia sapatos de plataforma com listras e estrelas, imitando a bandeira norte-americana.

Acompanhada apenas de um piano, Lady Gaga abriu a partida cantando Star-Spangleg Banner. Ao fim do primeiro tempo, o intervalo do Super Bowl 50 foi protagonizado por uma explosiva atuação de Beyoncé. A cantora era, ao lado de Bruno Mars, a “surpresa” do grupo britânico Coldplay, apesar de terem sido anunciados antecipadamente. E, no entanto, foi ela quem brilhou mais do que Chris Martin e seu colorido espetáculo.

Depois da atuação de Coldplay, que cantaram músicas tão recorrentes quanto Fix You, Paradise e Viva la Vida, Beyoncé apresentou sua nova canção, Formation, que já tinha adiantado no sábado nas redes sociais e em sua página na web. O público do Super Bowl 50 a recebeu com uma sonora ovação, e foi seguida pela interpretação de Bruno Mars de Uptown Funk, um estilo atual que fez vibrar o Levi’s Stadium de Santa Clara.

Queen B (como Beyoncé é carinhosamente chamada pelos fãs), que já foi a protagonista do intervalo do Super Bowl de 2013, quis homenagear Michael Jackson vestindo a jaqueta que o rei do pop usou em 1993. Assinado por Dsquared2, o body de inspiração militar era enfeitado com cinturões metálicos dourados que formavam um xis.

Beyoncé, Chris Martin e, à direita, Bruno Mars.
Beyoncé, Chris Martin e, à direita, Bruno Mars.RONALD MARTINEZ (AFP)