Caso Neymar

Luis Enrique: “Neymar está perfeito”

Treinador do Barça diz que o problema de Neymar com a Justiça “o afeta em 0,00001%”

Luis Enrique, na Cidade Esportiva do Barcelona.
Luis Enrique, na Cidade Esportiva do Barcelona.Alejandro García (EFE)

Mais informações

Neymar deve prestar depoimento na tarde desta terça-feira, a partir das 17h (14h em Brasília), ao juiz da Audiência Nacional espanhola, José de la Mata, como parte da investigação que o acusa de corrupção entre particulares e fraude em sua contratação pelo Barcelona, quando era jogador do Santos, em 2013. Uma situação que não afeta o atacante do Barça, como foi confirmado por seu treinador, Luis Enrique. "Ney está perfeito", afirmou; "de zero a um milhão, esta situação o afeta em 0,00001%. Não tem nada a ver com futebol, e será resolvida quando tiver que ser resolvida". E concluiu: "É um tema repetitivo, chega”. Em qualquer caso, o treinador asturiano não confirmou se o 11, devido à sua viagem a Madri, vai jogar desde o início na partida contra o Valencia amanhã, no primeiro confronto das semifinais da Copa do Rei.

"É um jogo mais do que atraente. Somos cotados como favoritos, algo que é lógico e normal, mas os jogadores são conscientes de que o favoritismo deve ser provado em campo, que é onde realmente tem valor. Sabem que vai ser uma semifinal difícil", disse o treinador do Barça, que analisou o time de Gary Neville. "Já podemos ver os aspectos do trabalho do técnico: a pressão, defendem em outra área do campo. Têm gente capaz de fazer transições rápidas, e é uma equipe com jogadores de destacada técnica individual", acrescentou.

Luis Enrique também elogiou a contratação de Guardiola pelo Manchester City, confirmada na segunda-feira pelo site do clube Inglês. "Como amante do futebol e amigo de Pep, tenho o prazer de vê-lo treinar em outra liga. É um amante dos desafios, e este é mais um. Vamos gostar de ver uma ideia de futebol que não é comum no futebol inglês. Agora vamos ver como Guardiola vai administrar isso, mas com certeza vai fazer bem, porque está mais do que capacitado", concluiu o treinador do Barcelona.