Seleccione Edição
Login

Acidente aéreo mata pelo menos 40 na capital do Sudão do Sul

Cargueiro caiu a poucos metros do aeroporto de Juba; causas ainda são desconhecidas

Acidente de avião no Sudão
Restos da cauda e da fuselagem do avião acidentado. AFP

Pelo menos 40 pessoas morreram nesta terça-feira devido à queda de um avião cargueiro que decolara pouco antes do aeroporto internacional da Juba, capital do Sudão do Sul, segundo a imprensa local. A rádio Miraya, operada pela missão da ONU no Sudão do Sul, informou em sua conta oficial do Twitter que, segundo o diretor do aeroporto de Juba, apenas três pessoas sobreviveram ao acidente. Além de tripulantes, há entre as vítimas também pessoas que estavam em terra.

Não se sabe quantas pessoas viajavam no avião, já que não havia uma lista de passageiros. Os primeiros dados divulgados pelo jornal National Courrier dão conta de que a tripulação era composta por cinco russos.

A aeronave acidentada era um Antonov 12 que viajava da capital sul-sudanesa à cidade de Paloich, no Estado do Alto Nilo. Caiu a 800 metros do aeroporto, numa zona de bastante vegetação, onde os serviços de emergência do Ministério de Saúde e voluntários de ONGs trabalham agora para recuperar os corpos e ajudar os sobreviventes.

O Sudão do Sul registrou vários incidentes aéreos nos últimos dois anos, mas causados pelo conflito armado que contrapõe o Governo de Salva Kiir aos rebeldes de Riak Machar. Em novembro de 2014, um avião de carga da Agência das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) caiu acidentalmente, e duas pessoas morreram.

Forças do Exército regular de Kiir e milicianos rebeldes mantêm presença armada na capital do país, durante um período transitório definido em agosto para pôr fim às hostilidades.

MAIS INFORMAÇÕES