Política nos EUA

As caretas do presidente Obama

Presidente dos EUA protagoniza vídeo promocional sobre a reforma na saúde

O vídeo promocional do presidente Obama.BUZZ FEED (atlas)

Ronald Reagan não foi o único presidente dos Estados Unidos a demonstrar suas qualidades como ator. Na quinta-feira, o presidente Barack Obama apropriou-se das redes com um vídeo gravado para o BuzzFeed, apenas poucos dias depois de conceder uma entrevista ao mesmo site, para convencer o público jovem a adquirir apólices de seguros de saúde.

Obama fazendo caretas, Obama diante do espelho, Obama testando selfies, Obama repetindo, várias vezes, a palavra “fevereiro” e Obama praticando arremessos de basquete. São “coisas que fazemos quando estamos sozinhos, mas nunca contamos a ninguém”, diz o site na apresentação do clipe. E são coisas que Obama faz enquanto pratica o anúncio que avisa da data limite para adquirir seguros, no próximo dia 15.

Mais informações
Republicanos processam Governo dos EUA pela reforma da saúde
O triunfo do errôneo, por PAUL KRUGMAN
Direita dos EUA redefine sua ideologia ao assumir mais poder
Os presidentes e a economia

Houve mais presidentes atores, mas nenhum soube adequar sua mensagem à plataforma em que é transmitida como fez o democrata. Tanto ele como seus predecessores contam com uma oportunidade todo ano para colocar a máscara de ator no que é conhecido como Jantar dos Correspondentes. Nesse evento, que reúne os jornalistas que cobrem a Casa Branca e o Congresso, bem como as personalidades mais relevantes do momento, os mandatários leem um discurso redigido por roteiristas e cujo único propósito é arrancar um punhado de gargalhadas de uma audiência engravatada.

Os leitores do BuzzFeed não são os mesmos que vestem traje formal para um dos jantares do ano em Washington e, por isso, nesse vídeo Obama coloca os já famosos óculos de sol do vice-presidente Joe Biden e pisca o olho enquanto posa para um selfie. As cenas parecem desenhadas para um GIF, aqueles fotogramas animados que inundaram a rede e consolidaram sites como o BuzzFeed, um dos primeiros a explorar os virais.

"Obrigado, Obama".
"Obrigado, Obama".

A equipe de comunicação de Obama é a primeira que aprendeu a empregar plataformas digitais para difundir sua mensagem muito além do tradicional pódio que tanto o presidente como seus porta-vozes usam para se dirigir à imprensa diariamente. E sua maneira de fazê-lo estabeleceu um padrão bem alto para quem se tornar seu sucessor.

É a equipe que levou o mandatário democrata dos sets dos ‘late night shows’ até chats através do Google, encontros com usuários do Facebook ou os estúdios de programas cômicos como ‘Between Two Ferns’. Aquela foi a primeira aproximação de Obama ao público mais jovem e ao que se dirigem, de maneira quase exclusiva, sites como o BuzzFeed.

E nada como um vídeo para repetir continuamente e gravar na memória dos cidadãos que mais necessitam da reforma, os jovens, que têm até no domingo para comprar o seguro de saúde. Os roteiristas brincaram com a plataforma e adaptaram a mensagem. Quando o presidente quer molhar o biscoito em um copo de leite e se dá conta que é muito grande, entoa o obrigado, Obama em referência às queixas generalizadas dos republicanos contra o presidente. Porque, em Washington, tudo o que não funciona é culpa de Obama.

Trancado na Casa Branca, passa o tempo fazendo desenhos de sua garota – Obama desenha Michelle segurando uma cesta de verduras – e fazendo arremessos. Quando o interrompem, pergunta: “Não posso viver?” e, bem no instante em que o espectador já está se perguntando se existe outro presidente disposto a fazer isso por um programa legislativo, encerra o vídeo promocional com um YOLO que só os internautas mais jovens saberão decifrar. You Only Live Once. Só se vive uma vez.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS