Guiné Equatorial será a sede da Copa da África 2015

Substituirá o Marrocos, desclassificado pela Confederação Africana de Futebol (CAF) Os marroquinos tinham solicitado o adiamento do torneio por causa da epidemia de ebola

Emenike, da Nigéria, levanta o troféu na última Copa da África.
Emenike, da Nigéria, levanta o troféu na última Copa da África.Armando Franca (AP)

A Guiné Equatorial será a sede da 30ª edição da Copa da África, que acontecerá entre os dias 17 de janeiro e 8 de fevereiro. O anúncio foi feito nesta sexta-feira pela Confederação Africana de Futebol (CAF), que, na última terça-feira, anunciou a desclassificação do Marrocos, o país que sediaria o torneio. No entanto, a epidemia de ebola que atinge alguns países africanos fez com que este pedisse um adiamento de um ano do torneio. Os 16 membros da executiva da CAF não só rejeitaram o pedido, como também decidiram desclassificar o Marrocos.

MAIS INFORMAÇÕES

O Governo e os dirigentes futebolísticos do Marrocos afirmam que organizar o torneio significa um perigo para seus cidadãos e para os visitantes previstos, que são calculados ao redor de um milhão. E mostram, em sua defesa, os últimos relatórios da Organização Mundial de Saúde, segundo os quais a doença ceifou a vida de mais de 4.700 pessoas e segue pondo em risco várias nações.

A CAF, no entanto, também se baseou no fato de que a própria OMS, apesar de tudo, não recomenda a suspensão de nenhuma competição esportiva para defender que o campeonato deve ser realizado como estava previsto.

“O Chefe de Estado e presidente da República da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, recebeu nesta sexta-feira o presidente da CAF, Issa Hayatou, para tratar da possibilidade de que a Guiné Equatorial seja a sede da Copa da África de 2015. Por causa da conversa fraternal e frutífera, Obiang aprovou a organização da competição”, indicou a CAF em um comunicado.

O organismo confirmou que o torneio será disputado “nas datas fixadas”, de 17 de janeiro a 8 de fevereiro, e que a seleção da Guiné Equatorial “se classificou como anfitriã”, apesar de ter sido desclassificada por ter escalado um jogador vetado nas eliminatórias.

Arquivado Em: