Seleccione Edição
Login

Aécio ganha mais fôlego para chegar ao segundo turno, apontam pesquisas

Levantamentos do Datafolha e Ibope mostram Dilma na liderança, mas tucano ultrapassa numericamente Marina, com 26% e 27%, respectivamente, ante 24% da adversária do PSB

Aécio faz carreata em Minas um dia antes da votação.
Aécio faz carreata em Minas um dia antes da votação. AFP

Duas pesquisas de intenção de votos divulgadas na tarde deste sábado - véspera do primeiro turno da eleição - mostram a presidenta Dilma Rousseff (PT) na liderança da corrida eleitoral. Porém, tanto o Datafolha quanto o Ibope mostram o candidato do PSDB, Aécio Neves, numericamente à frente de Marina Silva, presidenciável do PSB, ganhando mais fôlego para chegar ao segundo turno. A menos de 24 horas do início da votação, ainda não é possível prever, com certeza, quem avançará para a disputa com a candidata à reeleição.

Apesar da vantagem, nos dois levantamentos, o senador e a ex-ministra do Meio Ambiente continuam empatados tecnicamente na segunda colocação, devido a margem de erro -- que é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, em ambas pesquisas.

Desde a entrada de Marina na disputa, com a morte do presidenciável Eduardo Campos em um acidente aéreo em 13 de agosto, Aécio aparecia em terceiro lugar nas pesquisas, atrás da presidenciável do PSB. Alvo de ataques na propaganda eleitoral tanto da campanha petista quanto da tucana, Marina viu suas intenções de voto caírem nas últimas semanas e suas chances de avançar ao segundo turno ficarem cada vez mais distante.

Já Aécio, que durante a campanha chegou a ter de desmentir que desistiria de concorrer à Presidência para apoiar Marina, vem demonstrando uma trajetória de ascensão nas últimas pesquisas. Pelo Ibope, Aécio cresceu cinco pontos em relação ao levantamento anterior, divulgado na última quinta-feira, e Marina, recuou em quatro pontos. Na medição do Datafolha, ele cresceu oito pontos percentuais desde o dia 26 de setembro, enquanto a adversária oscilou negativamente em três pontos.

Datafolha

Se o primeiro turno fosse hoje, Dilma teria 44% dos votos válidos (excluindo brancos e nulos), contra 26% de Aécio e 24% de Marina, segundo a pesquisa do Datafolha, encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo e TV Globo.

Luciana Genro (PSOL), Pastor Everaldo (PSC) e Eduardo Jorge (PV) têm 1% das intenções de voto, cada um. Os demais presidenciáveis somam 1%. O percentual de eleitores que pretende votar em branco ou anular o voto é de 4%, enquanto indecisos somam 5%.

A presidenta Dilma também venceria no segundo turno, segundo o Datafolha. Se a disputa fosse com o candidato do PSDB, Dilma teria 53% dos votos válidos, contra 47% de Aécio. Já se enfrentasse a presidenciável do PSB, Dilma teria 55% os votos válidos, contra 47% de Marina.

A pesquisa Datafolha ouviu 18.116 pessoas em 468 municípios entre a sexta-feira e este sábado, e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR 01037/2014. O nível de confiança é de 95%.

Ibope

Dilma também lidera as intenções de votos, segundo pesquisa do Instituto Ibope, encomendado pelo jornal O Estado de S.Paulo e TV Globo. No primeiro turno, a candidata à reeleição teria 46% dos votos válidos, se a votação fosse hoje. Aécio surge com 27%, ante 24% de Marina. Embora numericamente à frente, o tucano e a presidenciável do PSB ainda estão empatados tecnicamente.

Luciana Genro, Eduardo Jorge e Pastor Everaldo também teriam 1% dos votos válidos, aponta o Ibope. Os demais candidatos - Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Rui Costa Pimenta (PCO), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) - não pontuaram.

No segundo turno, Dilma venceria a um placar de 45% contra 37% dos votos válidos, fosse o embate contra Marina Silva ou Aécio Neves.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores entre os 2 e 4 de outubro. O índice de confiança é de 95% e a pesquisa foi registrada sob o número BR 01021/2014 no TSE.