Seleccione Edição
Login

Japão confirma 10 mortos pela erupção do vulcão Ontake

As equipes de resgate retomam a busca de pelo menos 36 desaparecidos

Fumaça no vulcão Ontake após a erupção.

As autoridades japonesas confirmaram na segunda-feira que 10 pessoas morreram e 63 ficaram feridas, a maioria com fraturas ósseas, como resultado da erupção do vulcão Ontake, localizado 200 quilômetros a oeste de Tóquio e o segundo mais ativo do país asiático. As mortes somam-se às trinta ocorridas ontem pela violenta explosão do vulcão, situado a mais de 3.000 metros de altura.

Além disso, os trabalhos de busca e resgate dos desaparecidos foram retomados, contados em pelo menos 36, ainda que fontes oficiais consideram provável que tenham morrido. Entre eles se encontram oito alpinistas, alguns deles menores de idade. As tarifas foram retomadas após a operação ter sido suspensa no domingo, pelo temor do aumento dos gases tóxicos.

A população, que não foi avisada da erupção no sábado, foi alertada na segunda-feira pela Agência de Meteorologia, supervisora da atividade vulcânica do Japão, para não se aproximar de um raio de pelo menos quatro quilômetros da cratera, onde a erupção continua. Os especialistas explicaram que, apesar dos tremores dos últimos dias na área, teria sido muito difícil prever a erupção por não terem ocorrido mudanças no monte. O ocorrido, segundo Toshitsugu Fuji, um dos especialistas em vulcanologia que se pronunciou após a erupção, está associado a um tipo de explosão muito difícil de predizer, provocada pelo vapor.

Fuji afirmou que “absolutamente não existem garantias” de que o ocorrido no sábado no Ontake está relacionado com os terremotos que aconteceram no começo do mês. “Não existem garantias totalmente seguras quando se trata da natureza”, acrescentou, em declarações divulgadas pela agência Reuters.

Pelo lado do Governo, o porta-voz Yoshihide Suga admitiu que a Agência Meteorológica nacional deveria repensar seu sistema de vigilância: “Entretanto, acredito que fizeram o único julgamento possível, antes da erupção”, explicou.

Turista grava sua fuga do vulcão Ontake.

MAIS INFORMAÇÕES