Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

A ocupação da Maré

1.500 homens e 21 blindados da Marinha brasileira ocuparam o labiríntico e resistente Complexo de 16 favelas da Maré

  • Tanques blindados da Marinha ocupam as favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    1Tanques blindados da Marinha ocupam as favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Tanques blindados da Marinha ocupam as favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    2Tanques blindados da Marinha ocupam as favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar) patrulham as ruas das favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    3Policiais do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar) patrulham as ruas das favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policial do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) revista morador do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local
    4Policial do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) revista morador do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local
  • Policiais militares apreendem uma mochila com drogas e munição com a ajuda de um cão farejador no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    5Policiais militares apreendem uma mochila com drogas e munição com a ajuda de um cão farejador no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais militares apreendem uma mochila com drogas e munição com a ajuda de um cão farejador no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    6Policiais militares apreendem uma mochila com drogas e munição com a ajuda de um cão farejador no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) revistam uma residência no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    7Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) revistam uma residência no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar) vigiam as ruas das favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    8Policiais do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar) vigiam as ruas das favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) pulam a cerca de uma escola do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, em busca de criminosos. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    9Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) pulam a cerca de uma escola do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, em busca de criminosos. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policial do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) revista um casa do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, em busca de criminosos. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    10Policial do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) revista um casa do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, em busca de criminosos. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) patrulham as ruas do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    11Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) patrulham as ruas do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policial do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) patrulham as ruas do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    12Policial do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) patrulham as ruas do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) patrulham as ruas do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    13Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) patrulham as ruas do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) conferem os documentos de moradores do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    14Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) conferem os documentos de moradores do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
  • Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) patrulham as ruas do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local
    15Policiais do CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) patrulham as ruas do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local
  • Tanques blindados da Marinha ocupam as favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.
    16Tanques blindados da Marinha ocupam as favelas que compõem o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. A ocupação faz parte do processo de instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no local.