Seleccione Edição
Login

O papa Francisco anuncia que irá à Argentina em 2016

O pontífice voltará ao seu país no aniversário de 200 anos da declaração de independência

O Papa com os jogadores de San Lorenzo.
O Papa com os jogadores de San Lorenzo. DIARIO AS

Francisco não visitará Argentina até julho de 2016, três anos depois de ser eleito papa. O pretexto escolhido será a celebração de um Congresso Eucarístico que será celebrado na província de Tucumán. A data coincide com o bicentenário da declaração de independência de Argentina, proclamada precisamente no Congresso de Tucumán em 9 de julho de 1816. Nesse dia, um novo mandatário argentino será responsável em receber o primeiro papa da América Latina, já que o mandato da atual presidenta, Cristina Fernández de Kirchner, acaba em 2015.

O Papa informou sobre seus planos a uma delegação de San Lorenzo de Almagro, a equipe de futebol proclamada no último domingo campeã do torneio inicial argentino. Embora amigos íntimos de Francisco sustentem que nunca ouviram comentário algum sobre futebol, o Papa declarou em mais de uma ocasião que é torcedor da equipe e que reza por ela. Por isso, na terça-feira, um dia depois do aniversário de 77 anos do papa, uma delegação do San Lorenzo chegou ao Vaticano para presenteá-lo com a taça que ganhou no domingo. “Estão malucos”, falou Francisco para eles, “como vão vir até aqui só para me dar o troféu?”. Em seguida, comentou sua intenção de viajar à Argentina em 2016.

Alguém perguntou a ele como está levando o desgaste do poder e, segundo informa o diário La Nación, a resposta do Papa foi:

-Não perdi a paz.

A notícia de sua visita foi comunicada à imprensa por meio dos mandatários do clube de futebol. O vice-presidente do clube, Marcelo Tinelli, famoso apresentador da televisão argentina, informou que o Papa os recebeu durante 40 minutos e que lembraram episódios familiares. Horas mais tarde, a notícia seria confirmada no Twitter por meio da conta oficial da Academia Pontificia de Ciencias.

A notícia gerou os clássicos comentários humorísticos na rede social por parte de centenas de argentinos: “Atualizem o Papa; digam a ele que não sabemos se a Argentina vai continuar existindo até esse ano”.