Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Policial alemã será a primeira árbitra da história da Bundesliga

Bibiana Steinhaus, de 38 anos, derruba um tabu e é a primeira mulher a compor o quadro de árbitros do Campeonato Alemão

Bibiana Steinhaus, nos Jogos de Londres 2012.
Bibiana Steinhaus, nos Jogos de Londres 2012. REUTERS

A Federação de Futebol da Alemanha (DFB) escreveu nesta sexta-feira um inédito capítulo na história do futebol profissional do país, ao nomear Bibiana Steinhaus, uma policial de 38 anos de Hannover como a primeira mulher a apitar partidas da Bundesliga, a Primeira Divisão alemã, a partir da próxima temporada.

Bibiana Steinhaus não é uma desconhecida para o público alemão, porque já escrevia outro capítulo na história esportiva da Alemanha quando se converteu, em 2007, na primeira mulher a apitar jogos da Segunda divisão. “As profissões de policiais e árbitra se entrelaçam muito bem e em ambas o empregado exerce uma função executiva”, disse Bibiana, ao confessar que um policial e um árbitro têm uma só missão na vida: impor ordem. “Sempre foi meu sonho. Evidentemente estou muito contente porque é um sonho que cumpro. É um reconhecimento ao duro trabalho que me levou até aqui e uma grande motivação para continuar este trabalho”, disse ela em uma entrevista publicada nesta sexta-feira no site da DFB.

A primeira mulher a apitar jogos da Bundesliga herdou a paixão pelo futebol de seu pai, um entusiasta da arbitragem. Sua carreira como árbitra se iniciou quando descobriu que não tinha futuro como jogadora. Quando tinha 16 anos, em 1995, apitou seu primeiro jogo e obteve sua licença para a função. Quatro anos depois, estreou na Bundesliga de futebol feminino.

A nível internacional, Bibiana Steinhaus apitou as finais da Copa do Mundo de futebol feminino, em 2011, e, na mesma modalidade, a decisão dos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Recentemente, foi selecionada para apitar a final da Liga dos Campeões Feminina, que terá o encontro entre os clubes franceses Olympique de Lyon e Paris Saint-Germain, na quinta-feira, 1º de junho, no Cardiff City Stadium, na capital do País de Gales.

Quando Bibiana Steinbach se converteu na primeira mulher árbitra da segunda divisão alemã, há 10 anos, confessou que sua meta era chegar à Bundesliga e que, para conseguir o feito, deveria treinar um pouco mais que seus colegas. Conseguiu.

MAIS INFORMAÇÕES