O milagre de Marielle

Talvez seja a vereadora e ativista quem consiga, desde o além, acabar com o pesadelo que o país vive

Homem empunha cartaz alusivo a Marielle durante protesto em Brasília, em 7 de junho.
Homem empunha cartaz alusivo a Marielle durante protesto em Brasília, em 7 de junho.SERGIO LIMA / AFP

Tinham escrito que a ativista e vereadora negra assassinada Marielle Franco poderia acabar sendo mais perigosa para a família Bolsonaro morta do que viva. Simbolicamente, ela não tinha morrido porque não se conseguiu apagar sua memória e era como a voz da consciência do Brasil que não aceita barbárie....

Mais informações