_
_
_
_

Extrema direita e esquerda vão disputar a presidência do Chile no segundo turno

Com 60% dos votos apurados, José Antonio Kast lidera sobre Gabriel Boric por cinco pontos. Ambos devem desempatar em 19 de dezembro

Contagem de votos no Colégio Juan Pablo Duarte, neste domingo em Santiago (Chile).
Contagem de votos no Colégio Juan Pablo Duarte, neste domingo em Santiago (Chile).Alberto Valdés (EFE)

Os primeiros dados oficiais do Chile antecipam um segundo turno para a presidência entre o candidato ultraconservador José Antonio Kast e o esquerdista Gabriel Boric. Sete candidatos de todo o arco ideológico disputam a sucessão de Sebastián Piñera. As pesquisas previram que nenhum dos dois chegará à metade mais um dos votos e haverá um segundo turno em 19 de dezembro entre os dois candidatos mais votados neste domingo.

Além do presidente, os chilenos elegerão uma nova Câmara dos Deputados e parte do Senado.

Siga as últimas notícias com os correspondentes do EL PAÍS, em espanhol:

Sigue toda la información internacional en Facebook y Twitter, o en nuestra newsletter semanal.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
_
_