Minuto a minuto, a detenção e morte de Rayshard Brooks por policiais de Atlanta

Vídeos das câmeras de vigilância e gravados por testemunhas permitem reconstruir a cena

Vídeo divulgado pelo Departamento de Investigações da Geórgia sobre a detenção e morte de Rayshard Brooks (legendas em espanhol)FOTO: GEORGIA BUREAU OF INVESTIGATION

O policial branco Garrett Rolfe matou com um tiro nesta sexta-feira o homem negro Rayshard Brooks, de 27 anos, no estacionamento de uma lanchonete na zona sul de Atlanta. O fato ocorre em meio a uma onda de protestos contra a brutalidade policial em relação aos negros nos Estados Unidos. O The New York Times cronometrou e analisou o ocorrido com base nos vídeos das câmeras de vigilância da lanchonete da rede Wendy’s aos quais teve acesso, alguns divulgados pelo Departamento de Investigações da Geórgia e outros publicados nas redes sociais por testemunhas presenciais. Todos os horários se referem à hora local (uma hora a mais em Brasília).

22h33. A Polícia de Atlanta recebe na sexta-feira, 12 de junho, uma chamada denunciando a presença de um homem adormecido dentro de um carro que bloqueia a fila no drive-thru do Wendy’s, segundo o Departamento de Investigações da Geórgia.

22h54. O agente Devin Brosnan já está no local quando Garrett Rolfe chega em um veículo policial. Ambos se aproximam de Rayshard Brooks e lhe submetem a um teste, que inclui caminhar reto pela rua para determinar se está sóbrio.

Mais informações

23h22. Brooks não passa o teste de sobriedade, segundo o Departamento de Investigações da Geórgia, e os agentes tentam detê-lo. Ele resiste, e os três lutam no chão. Brooks tira uma pistola elétrica do agente Brosnan, golpeia o rosto do outro policial e consegue escapar.

Rolfe sai correndo atrás de Brooks e dispara com sua pistola elétrica. Depois, tira do bolso a pistola com munição real. Quando o jovem negro abre certa distância, se vira e dispara a pistola elétrica, aparentemente sem nenhuma precisão. O agente Rolfe lhe dispara três vezes com munição real, e Brooks cai ao chão.

23h23. Os agentes param junto a Brooks, que está ferido, mas se mexe no chão. O agente Brosnan parece usar seu rádio. Outro veículo policial chega ao local.

23h24. Outro vídeo mostra o agente Rolfe correndo de volta ao seu carro de patrulha e pedindo ajuda por rádio. As testemunhas presenciais denunciam disparos de um terceiro policial que estava no local. Esse vídeo não foi divulgado publicamente.

23h25. Os agentes Rolfe e Brosnan começam a prestar socorro a Brooks. Rolfe parece desenrolar uma atadura e colocá-la no torso do homem. Esse vídeo não foi divulgado publicamente.

23h30. Uma ambulância chega ao local. Oito minutos depois, Brooks é levado a um hospital, onde morre depois de uma cirurgia. Esse vídeo não foi divulgado publicamente.

O agente Garrett Rolfe, que trabalhava desde 2013 no Departamento de Polícia de Atlanta, foi demitido, e o outro policial envolvido, Devin Brosnan, será relegado a trabalhos administrativos. Menos de 24 horas depois do fato, a chefa de polícia de Atlanta, Erika Shields, renunciou ao seu cargo.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: