Tecnologia

EUA acusam a Huawei de crime organizado

Promotoria norte-americana afirma que o gigante das telecomunicações chinês roubou propriedade intelectual de seis empresas de tecnologia

O Governo dos Estados Unidos acusou o gigante da tecnologia Huawei de crime organizado e conspiração para roubar segredos comerciais. O texto de acusação, que também inclui duas empresas subsidiárias, foi apresentado na quinta-feira em um tribunal federal do Brooklin e inclui outros crimes, entre eles o de lavagem de dinheiro, obstrução à Justiça e violações de sanções. O movimento do Departamento de Justiça significa uma escalada importante na batalha legal da Administração de Trump contra o maior fabricante mundial de equipamentos de telecomunicação.

A acusação se soma a outras ações apresentadas no ano passado contra a diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, que está no Canadá, em liberdade sob fiança, esperando sua extradição aos Estados Unidos.

“Hoje anunciamos que apresentamos ações criminais contra o gigante das telecomunicações Huawei e suas associadas por quase duas dúzias de supostos delitos”, disse o promotor geral interino Matthew Whitaker. “Como disse a representantes chineses em agosto, a China deve fazer com que suas empresas e cidadãos cumpram a lei”.

Na acusação, o Departamento de Justiça acusa a Huawei e suas filiais de colocar em andamento “um esquema de crime organizado em detrimento da segurança dos Estados Unidos”. A empresa é acusada de realizar “esforços durante décadas” para roubar segredos comerciais, incluindo códigos fonte e manuais de usuários para roteadores de Internet, com o objetivo de “fazer crescer os negócios da Huawei”.

Washington há tempos batalha contra a Huawei, empresa que acredita ser explorada pelo Governo chinês para espionagem. A Administração norte-americana proibiu o Governo federal de utilizar tecnologia do gigante chinês das telecomunicações e tenta pressionar países aliados para que não utilizem a Huawei para desenvolver suas redes de 5G.

O mais visto em ...Top 50