Avião com 177 pessoas a bordo se parte em três ao pousar na Turquia

Uma pessoa morreu e 157 pessoas ficaram feridas no incidente em Istambul, cidade atingida por ventos fortes e chuvas

Policiais inspecionam avião destroçado em Istambul. No vídeo, aeronave logo após o acidente.Vídeo: FOTO E REUTERS
Agências
Istambul -

Um avião da companhia Pegasus Airlines caiu nesta quarta-feira depois de deixar a pista do aeroporto de Sabiha Gökçen, em Istambul, durante a manobra de pouso. A aeronave se partiu em três depois que uma das asas pegou fogo. O ministro dos Transportes da Turquia, Mehmet Cahit Turhan, informou inicialmente que não havia mortes, mas posteriormente um óbito foi confirmado. Além disso, ao menos 157 pessoas ficaram feridas. Os 171 passageiros e seis tripulantes viajavam de Izmir para Istambul, cidade atingida por ventos fortes e chuvas.

Mais informações
Avión de Air Canadá, tras aterrizar en Barajas.
Avião canadense faz pouso de emergência em aeroporto de Madri após quatro horas de apreensão
Los restos del helicóptero en el que murieron Kobe Bryant, su hija Gina y otras siete personas el domingo en Calabasas, California.
Em último voo, Kobe Bryant enfrentou névoa densa e altitude baixa que impediu comunicação
Jogadores da Chapecoense choram após derrota para o Santos no campeonato brasileiro.
Rebaixamento e crise financeira comprometem assistência aos familiares das vítimas na Chapecoense

Imagens da imprensa turca mostram a fuselagem do avião fraturado. Os passageiros foram retirados do avião, localizado em um gramado ao lado da pista. Algumas pessoas conseguiram deixar a aeronave pelas asas do avião, de acordo com as imagens registradas pela mídia local. Após o acidente, todos os voos foram redirecionados para o aeroporto internacional de Istambul, conforme relatado pelas estações turcas.

O Aeroporto Internacional Sabiha Gökçen é um dos três localizados em Istambul e fica do lado asiático da cidade.

Embora as causas exatas do acidente sejam desconhecidas, o Ministério dos Transportes alegou que o problema foi causado por “um pouso forçado”. Nas conversas da torre publicadas pela mídia turca, é possível ouvir um controlador dizer: “Está avançando muito rapidamente (...) Mandem ambulâncias e todos os equipamentos”. Segundo dados do site especializado Flighradar24, o avião voava a 70 nós (130 quilômetros por hora) quando saiu da pista de pouso. O mau tempo também é apontado como uma causa possível do acidente.




Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS