Morre envenenado o bilionário Lin Qi, um dos principais empresários do entretenimento na China

Principal suspeito do crime é um dos seus sócios. Diretor-executivo da Yoozoo Games preparava uma série da Netflix baseada na trilogia de ficção científica ‘O Problema dos Três Corpos’

Lin Qi, diretor-executivo da Yoozoo Games, em um evento ocorrido na China em maio de 2018.
Lin Qi, diretor-executivo da Yoozoo Games, em um evento ocorrido na China em maio de 2018.Getty

No mundo do entretenimento, nada supera um mistério sem resposta. Lin Qi, um dos nomes mais importantes dessa indústria na China, experimentou isso na própria carne, para sua desgraça. O diretor-executivo da Yoozoo Games morreu na sexta-feira passada após ser envenenado, supostamente por um de seus sócios. O caso ganhou ainda mais notoriedade por sua conexão com O problema dos três corpos (Companhia das Letras), popular romance de ficção científica.

Qi, de 39 anos, deu entrada em um hospital em 16 de dezembro sentindo-se muito mal. Os exames revelaram a presença em seu organismo de um agente tóxico não identificado. A Yoozoo emitiu então um primeiro comunicado informando que seu principal executivo permanecia em situação estável, e que o ocorrido não afetaria a atividade da empresa. Mas a saúde de Lin piorou rapidamente e ele morreu na quinta-feira passada, dia 24, segundo confirmou a Yoozoo em um texto posterior.

Mais informações

A polícia de Xangai acompanhou o caso desde o primeiro momento, como informou em uma recente notificação. Embora ainda restem muitos detalhes por esclarecer, já há pelo menos um suspeito. Depois de fazer buscas na empresa, as forças de segurança detiveram um homem de sobrenome Xu, identificado como colega de trabalho da vítima e suspeito de ter cometido “um crime grave”.

Instalações da Yoozoo Games, empresa da qual Lin Qi era CEO.
Instalações da Yoozoo Games, empresa da qual Lin Qi era CEO.AP

A mídia chinesa, citando fontes anônimas do setor, informou que essa pessoa seria Xu Yao, ex-integrante do conselho diretor da Yoozoo, que deixou esse cargo em 2019 para encabeçar a divisão audiovisual da empresa, onde liderava várias adaptações de O Problema dos Três Corpos. A mais importante era uma futura série da Netflix, em que Lin aparecia como produtor, e que contava com a participação de David Benioff e D. B. Weiss, criadores de Game of Thrones, como roteiristas e produtores-executivos.

Essa saga de três volumes, criação do escritor chinês Liu Cixin, foi publicada em 2008 na China e traduzida ao inglês em 2014. Desde então virou um fenômeno comercial, com mais de 8 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, e atraiu elogios de personalidades como Barack Obama, Mark Zuckerberg e o escritor George R.R. Martin. A trilogia oferece uma visão de um futuro onde a humanidade se prepara para receber uma invasão extraterrestre, mas também viaja ao passado para esmiuçar a Revolução Cultural que ocorreu na China entre 1966 e 1976.

Em sua ambiciosa empreitada na indústria audiovisual, a Yoozoo se empenhou em adquirir os direitos dessa obra. O estúdio havia anunciado um investimento de 200 milhões de yuanes (160 milhões de reais) para essas adaptações, orçamento que foi crescendo à medida que os prazos se atrasavam repetidamente.

Esse não é o único projeto internacional da Yoozoo, que começou sua caminhada no setor dos videogames. Sua primeira grande aposta foi Game of Thrones: Winter Is Coming, um jogo de estratégia baseado na famosa série da HBO. Lin sonhava em fazer da sua empresa uma marca global, com uma estratégia que consistia adquirir os direitos de grandes produtos culturais para sua exploração comercial. A Yoozoo, aliás, já obtém dois terços de seu faturamento no exterior.

Entretanto, não eram tempos prósperos para a casa. Nos últimos anos, Lin tinha reduzido sua participação acionária de 35% para 24%, com o propósito de paliar suas dívidas urgentes. Embora seu faturamento tenha crescido 41% no atual exercício, seu lucro caiu 21% com relação a um ano atrás, e sua cotação na Bolsa despencou 40% desde janeiro. A recente saída de quatro membros do conselho diretor selou a complicada situação da Yoozoo, agravada agora pela morte de seu principal executivo. Este mistério, por enquanto, está por resolver.

Arquivado Em:

Mais informações

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50