Música

A história por trás de 21 grandes brigas na história do rock e do pop

Estrelas da música não costumam se destacar por sua humildade. Pelo contrário: esses são alguns dos maiores conflitos entre célebres egomaníacos

Joe Perry e Steven Tyler estão juntos desde o começo dos anos setenta. Muito tempo e muito ego acumulado. Sua primeira separação foi em 1979. Não foi a última.
Joe Perry e Steven Tyler estão juntos desde o começo dos anos setenta. Muito tempo e muito ego acumulado. Sua primeira separação foi em 1979. Não foi a última.

Para retirar algo positivo das contínuas brigas entre Keith Richards e Mick Jagger durante certa época, o guitarrista afirmou que esses conflitos são a melhor gasolina para o motor da criatividade. Ou seja, que essas brigas dão lugar a grandes músicas como Brown Sugar, Jumpin' Jack Flash e Tumbling Dice. Se é assim, todos felizes, principalmente o amante da música. Mas, infelizmente, isso nem sempre acontece. Aqui resumimos vinte e um exemplos de brigas entre estrelas e a história que há por trás...

- Lennon contra McCartney

Paul e John, uma rivalidade que acabou com os Beatles.
Paul e John, uma rivalidade que acabou com os Beatles.Foto: Getty

Por que brigaram. Segundo Paul McCartney, John Lennon e ele competiam sem parar, “e isso era muito saudável para nossa criatividade”, afirmou. Mas essa rivalidade cresceu e acabou com os Beatles em 1970. Pouco depois, em uma demolidora carta, Lennon jogou na cara de MacCartney seus ataques a Yoko Ono e lamentou “toda a merda” que aguentaram “para ser grandes”. Em seu segundo disco solo (Ram, 1971), McCartney dedicou a John e Yoko canções como Too Many People: “Muita gente falando, não deixe que te digam o que você deve ser”. Lennon respondeu com How Do You Sleep?: “A única coisa que você fez foi Yesterday”.

Quem ganhou. O baterista Ringo Starr foi o árbitro entre seus amigos e propiciou um reencontro cordial: em meados dos anos setenta, Lennon e McCartney jantaram juntos. Infelizmente, o assassinato de Lennon acabou com a esperança de uma reconciliação. Quem ganhou? Como disse McCartney, “John morreu sendo uma lenda, mas eu vou morrer de velhice”.

- Slash contra Axl Rose

Axl Rose e Slash juraram ódio eterno, mas, contra todos os prognósticos, fumaram o cachimbo da paz. Hoje, trabalham em um novo disco do Guns N' Roses.
Axl Rose e Slash juraram ódio eterno, mas, contra todos os prognósticos, fumaram o cachimbo da paz. Hoje, trabalham em um novo disco do Guns N' Roses.Foto: Getty

Por que brigaram. Em 1991, quando Slash ainda era o guitarrista do Guns N’ Roses, colaborou com Michael Jackson na música Black or White. Axl Rose ficou irritadíssimo, já que ele havia sofrido abusos quando criança e estava convencido de que Jackson era pedófilo. Para se vingar, quando gravou a versão de Sympathy for the Devil, dos Stones, Axl trocou a guitarra de Slash pela de Paul Huge. Mas Slash só abandonou o grupo em 1996, quando Axl comprou à traição os direitos do nome Guns N’ Roses. Desde então, deixaram de se falar e despejaram nas entrevistas o que Slash chamou de “um ódio visceral”.

Quem ganhou. Em 2009, um jornalista perguntou a Axl se ele voltaria a tocar com Slash. “Não nessa vida”, respondeu. Em 2016, quebrando sua palavra, Axl chamou Slash para lhe oferecer a participação em uma turnê. Slash aceitou, superando 20 anos de inimizade. A turnê se chamou, justamente, ‘Não nessa vida’.

- Roger Waters contra David Gilmour

Por que brigaram. Durante as sessões de gravação do álbum The Wall (1979), do Pink Floyd, Roger Waters começou a menosprezar seus companheiros, com uma lógica egocêntrica: “Não faz sentido que Gilmour, Mason e Wright escrevam letras, porque nunca serão melhores do que as minhas”. O sucesso do disco disparou a megalomania de Waters: basta dizer que, durante a turnê, dormia em um hotel diferente ao do grupo. Em 1985, decidiu se lançar em carreira solo, e quis dissolver o Pink Floyd. Gilmour se negou e Waters o processou.

Quem ganhou. Gilmour ganhou o processo e o grupo pôde continuar trabalhando como Pink Floyd. Waters focou em uma fértil carreira solo, que incluiu a realização em 1990 de um enorme show em Berlim, em que tocou The Wall substituindo seus ex-companheiros por outras estrelas do rock. A briga entre Gilmour e Waters continuou até que, em 2005, voltaram a se reunir para tocar.

- Mariah Carey contra Jennifer Lopez

Mariah Carey e Jennifer Lopez, 20 anos de alfinetadas.
Mariah Carey e Jennifer Lopez, 20 anos de alfinetadas.

Como a briga começou. Ano 2000, durante uma entrevista, perguntaram a Mariah Carey sua opinião sobre Jennifer Lopez, a nova estrela do pop que estava arrasando. A resposta de Carey foi taxativa: “Não a conheço”. Essa frase foi o começo de uma grande inimizade entre Carey e Lopez, que em 2014 foi desmentida com ironia pela última: “Sei que ela não diz coisas muito bonitas sobre mim, mas não somos inimigas. Sou sua fã e adoraria conhecê-la”. Lopez, entretanto, não tirou os olhos do celular durante a apresentação de Carey no Billboard.

Quem ganhou. A rivalidade entre as duas estrelas do pop foi reativada em 2016, quando alguém perguntou a Lopez, que já era famosa, pelo comentário feito por Carey anos antes: “Claro que me conhece, estou certa de que foi um lapso. Acho que a memória dela não é boa”. Pouco depois, alguém voltou a perguntar a Carey sua opinião sobre Jennifer. E sua resposta: “Continuo não sabendo quem ela é!”.

- David Lee Roth contra Eddie Van Halen

Por que brigaram. O rancor entre o guitarrista do Van Halen, Eddie Van Halen, e o vocalista David Lee Roth foi cozido em fogo baixo em 1983, durante a gravação do disco 1984, em que Eddie impôs a sonoridade que queria. Apesar do sucesso do disco, David deixou o Van Halen para seguir carreira solo como cantor e ator. “A banda tal como a conhecíamos acabou porque Dave quer ser estrela de cinema”, disse Eddie.

Quem ganhou. Os dois perderam, uma vez que David não fez tanto sucesso como pretendia, e o Van Halen não voltou a ser o mesmo com os vocalistas que substituíram David. Durante os anos oitenta e noventa, David e Eddie trocaram farpas em títulos de discos e músicas. Em 1996 se reuniram para um show durante o MTV Video Music Awards... e foi um desastre. David só voltou ao Van Halen em 2007, com quem gravou um disco e fez várias turnês que acabaram antes do tempo pelas brigas: “David não quer ser meu amigo”, ironizou Eddie.

- 50 Cent contra Ja Rule

Por que brigaram. A rusga entre os rappers Jeffrey Edwar Atkins, Ja Rule, e Curtis James Jackson III, mais conhecido como 50 Cent, teve início no final dos anos noventa. Nessa época, 50 Cent ainda ganhava a vida com pequenos golpes, e roubou algumas joias de Ja Rule. Em represália, os comparsas de Ja Rule esfaquearam Cent. Assim começou uma rivalidade rica em insultos e batalhas.

Quem ganhou. É difícil dizer, uma vez que a guerra ainda não acabou. Nesse ano passou ao Twitter, onde Ja Rule fez insultos tão homofóbicos a 50 Cent que deveriam estar no Código Penal. 50 Cent respondeu com uma canção tão irreproduzível quanto. Em uma pesquisa recente entre fãs, realizada pelo site Thetylt.com, 63,1% opinaram que 50 Cent ganhou, contra 36,9% que apoiaram Ja Rule. Mas já se sabe que os fãs não costumam ser muito objetivos.

- Paul McCartney contra Michael Jackson

Michael Jackson comprou as canções dos Beatles. Por isso não é de se estranhar a irritação de Paul McCartney.
Michael Jackson comprou as canções dos Beatles. Por isso não é de se estranhar a irritação de Paul McCartney.

Por que brigaram. Em um jantar, Paul McCartney explicou a seu amigo Michael Jackson como conseguia grandes lucros comprando direitos de canções de outros artistas, como Buddy Holly e Carl Perkins. E Jackson disse: “Algum dia comprarei as músicas dos Beatles”. MacCartney levou na brincadeira, mas Jackson falava sério: em 1985 comprou a gravadora ATV, que incluía os direitos de quase todas as canções dos Beatles. Naturalmente, McCartney se irritou com Jackson. “Você pensa que a pessoa é sua amiga e de repente ela rouba o próprio sofá no qual costumavam se sentar”, afirmou.

Quem ganhou. Por fim, McCartney. Após a morte de Jackson, a multinacional Sony ficou com o catálogo dos Beatles. McCartney, irredutível, continuou lutando nos tribunais com a Sony para recuperar os direitos de músicas que, em muitos casos, saíram de seu próprio punho. E, finalmente, conseguiu.

- José María Cano contra Nacho Cano

– José María e Nacho, dois irmãos e seus egos lutando no Mecano. E Ana Torroja de árbitra.
– José María e Nacho, dois irmãos e seus egos lutando no Mecano. E Ana Torroja de árbitra.

Como a briga começou. Os irmãos Cano, componentes do trio Mecano com Ana Torroja, sempre competiram para compor “a melhor música da história”. Com o sucesso, a competitividade se transformou em tamanho ódio que acabaram gravando em estúdios separados as músicas do Mecano. De acordo com o produtor Miguel Ángel Arenas Capi, “José María e Nacho chegaram às vias de fato, ainda que depois continuaram se gostando”. Mas em 1992 não aguentaram mais e dissolveram o Mecano.

Quem ganhou. Digamos que a partida terminou empatada, já que Nacho e José María não fizeram nada de destaque sozinhos. Javier Arados, biógrafo do grupo, diz que “a reconciliação entre José María e Nacho é impossível porque há fissuras irreconciliáveis”. Isso foi visto na estreia do musical Hoy no me Puedo Levantar, que causou uma nova disputa: enquanto José María adorou, Nacho se queixou do resultado e de que sequer tenham lhe deixado entrar na estreia.

- Lady Gaga contra Madonna

Lady Gaga chegou para tomar o trono de Madonna. Não sabia onde estava se metendo...
Lady Gaga chegou para tomar o trono de Madonna. Não sabia onde estava se metendo...

Por que brigaram. Em 2011, Lady Gaga lançou a música Born This Way, que muitos compararam com o hit de Madonna Express Yourself (1989). A própria Madonna ironizou: “Eu ajudei Lady Gaga a compor Born This Way”. Irritada, Gaga respondeu: “Se você toca as duas músicas na sequência, só são iguais na progressão de acordes, que é a mesma de todas as canções de música disco dos últimos 50 anos”. Madonna continuou, chamando Gaga de “imitadora”, e acrescentado a seu repertório uma mistura de Born This Way e Express Yourself com a frase. “Ela não sou eu”.

Quem ganhou. Durante um programa de rádio, Lady Gaga disse: “Existem pessoas por aí que acham que quero tomar seu trono e devo dizer que não, obrigado, não quero a merda do seu trono. Já tenho o meu”. Pouco depois, Madonna respondeu, conciliadora: “Não acho que Gaga queira minha coroa. Vivemos em um mundo no qual as pessoas querem que as mulheres briguem entre si”.

- Steven Tyler contra Joe Perry

Por que brigaram. Pelas bebedeiras e brigas do vocalista Steven Tyler e do guitarrista Joe Perry, a gravação do disco Night in the Ruts (1979), do Aerosmith, ficou mais cara, e a banda precisou entrar em turnê para pagar os gastos. Após um show, a tensão dos membros do grupo contaminou suas mulheres, e a esposa do baixista Tom Hamilton chegou às vias de fato com a mulher de Perry. Tyler gritou com Perry: “Você não consegue controlar sua mulher?”. E isso causou uma sonora discussão que terminou com a dissolução do grupo.

Quem ganhou. Desde sua primeira separação, o Aerosmith se juntou e dissolveu muitas vezes. Normalmente, Tyler faz uma turnê solo para trabalhar sua “marca”, mas volta ao curral quando descobre que Perry está procurando novo vocalista ao Aerosmith. Em 2017, a banda iniciou sua última turnê: Tyler afirmou que seriam seus shows de despedida, mas Perry respondeu que tocarão até a morte. Façam suas apostas.

- Nas contra Jay Z

Jay Z e Nas, rappers fanfarrões que acabaram se tornando amigos... por enquanto.
Jay Z e Nas, rappers fanfarrões que acabaram se tornando amigos... por enquanto.

Por que brigaram. Em 1996, Jay Z convidou Nas para colaborar em seu disco. Ele recusou, mas Jay sampleou e usou uma parte de uma canção de Nas no seu tema Dead Presidents II. Nas não gostou nem um pouco, e assim começaram a trocar farpas. Pouco a pouco, o tom foi subindo, até que, na canção Stillmatic, Nas acusou Jay de ser o “falso rei de Nova York”, enquanto Jay lhe replicava: “O que você faz é lixo”. Mordido, Nas disparou no tema Ether coisas como: “Você é uma farsa, um viado, ainda vou te fazer tomar no cu, te esmago numa aula de caratê”. Jay, por sua vez, fantasiou levar a mulher de Nas para a cama, no tema Supa Ugly.

Quem ganhou. Depois de escutar Supa Ugly, a mãe de Jay Z obrigou o filho a pedir desculpas a Nas e à sua família. E desde aquele dia as coisas foram se ajeitando, até que em 2005 os dois rappers assinaram a paz: em um show de Jay, Nas subiu ao palco e eles cantaram um par de canções. Desde então, são até amigos.

- Alaska contra Alejandro Sanz

A mãe de Alejandro Sanz gosta muito de Alaska, mas Alaska não gosta de Alejandro.
A mãe de Alejandro Sanz gosta muito de Alaska, mas Alaska não gosta de Alejandro.

Por que brigaram. Em uma entrevista de 2010, Alaska disse: “Dentro de 20 anos ninguém se lembrará de Alejandro Sanz”. Não era a primeira vez que Alaska e Nacho Canut (seu colega no Fangoria) se metiam com Sanz, então o cantor contra-atacou pelo Twitter: “Queridos Alaska e Nacho Canut. Não sei qual é o motivo para me odiarem. O fato é que já faz anos que vocês vêm me criticando muito duramente sem que eu tenha feito nada para merecê-lo. Desejo que esse rancor vá embora dos seus corações”. Sanz se despediu com um “saúde e afinação para tod@s”, numa clara referência ao tom desafinado de Alaska.

Quem ganhou. Ao final, Alaska esclareceu o mal-entendido: “Quisemos dizer que dentro de alguns anos se falará de jogadores de futebol, de políticos, de Belén Esteban, mas não de músicos, porque a música será minoritária, e citamos Sanz como exemplo”. Para encerrar a polêmica, Sanz mandou um e-mail a Mario Vaquerizo: “Diga a eles que falem bem de mim, que minha mãe é fã deles”.

- Brian Wilson contra Mike Love

Por que brigaram. Com o disco Pet Sounds (1966), Brian Wilson promoveu uma guinada no estilo dos Beach Boys, afastando a banda do surfe para fazer um pop mais sofisticado. Então escreveu letras que seu primo Mike Love achou pretensiosas, anticomerciais ou simplesmente “nojentas”, como o hino lisérgico Hang on to Your Ego, que afinal foi batizada de I Know There's an Answer. Com o tempo, a rivalidade entre os primos aumentou e eles acabaram brigando na Justiça por direitos autorais.

Quem ganhou. O tribunal decidiu em favor de Mike Love, reconhecendo-o como coautor de 35 canções dos Beach Boys. Pouco depois, os primos voltaram a se enfrentar judicialmente pela posse da marca Beach Boys, que acabou nas mãos de Love. Em 2012, por ocasião do 50º aniversário do grupo, Wilson e Love voltaram a se juntar para uma turnê triunfal, mas após esses shows Wilson deixou a formação. Atualmente, os primos continuam se dando feito gato e cachorro.

- Joaquín Sabina contra Fito Páez

Fizeram um disco juntos e tudo foi pelos ares. Joaquín Sabina e Fito Páez, homens de caráter.
Fizeram um disco juntos e tudo foi pelos ares. Joaquín Sabina e Fito Páez, homens de caráter.

Por que brigaram. Em 1998, Joaquín Sabina e Fito Páez decidiram gravar um disco juntos. As sessões de gravação foram tão conflitivas que o álbum acabou intitulando-se Inimigos Íntimos. Depois do lançamento, cada músico foi para o seu lado. Até que, em 2002, Sabina lançou a canção Cuando me Hablan del Destino, onde se queixa de que “Charly não teve uma delicadeza, nem Fito um ‘do que você precisa?’”. A reação de Páez foi insultante: “Joaquín é um mentiroso profissional, é como uma namorada bêbada. Eu sou um cavalheiro. Se ele anda dizendo coisas, é problema dele”.

Quem ganhou. Buenos Aires, 2007. Fito Páez recebe uma mensagem em um guardanapo escrito por Sabina: “Vem aí, cabrón, que estou tocando aqui”. Dito e feito, Páez cantou duas noites seguidas com Sabina e recuperaram a amizade, acabando assim com o que Páez tachou de “um melodrama de ninharias menopáusicas enjoadas”.

- Paul Simon contra Art Garfunkel

Na guerra entre Paul Simon e Art Garfunkel há um claro vencedor.
Na guerra entre Paul Simon e Art Garfunkel há um claro vencedor.

Por que brigaram. Garfunkel viajou ao México em 1968 para atuar no filme Catch 22. A rodagem se prolongou por um ano. Quando voltou, Simon subia pelas paredes, pois tinham que gravar seu novo disco, Bridge Over Troubled Water. Registraram onze temas e, para o número doze, Simon escreveu outro intitulado Cuba Sí, Nixon No. Garfunkel ficou horrorizado com a mensagem política e quis mudá-la por um tema tradicional haitiano. Ao final, nem um nem outro: o disco saiu com onze faixas. E o dueto se separou.

Quem ganhou. Em 1982, Simon e Garfunkel se reuniram para uma turnê que acabou muito mal. O mesmo ocorreu com o álbum que tentaram gravar como dueto, Think Too Much: depois de muitas rixas, Simon apagou as vozes de Garfunkel, terminou o disco e o lançou como um trabalho solo. Tampouco funcionaram seus esforços de turnê em 1993, 2003 e 2010. Ao final, Simon ganhou a batalha, ao menos materialmente, pois é mais rico e famoso que Garfunkel.

- Kanye West contra Taylor Swift

Taylor Swift se dedicou a mandar mensagenzinhas não muito amigáveis a Kanye West distribuídas em onze canções.
Taylor Swift se dedicou a mandar mensagenzinhas não muito amigáveis a Kanye West distribuídas em onze canções.

Por que brigaram. Quando a cantora pronuncia seu discurso de agradecimento por um prêmio MTV de Melhor Vídeo Feminino (sim, antes havia esta surpreendente categoria de gênero; felizmente já foi eliminada) de 2009, Kanye West se levanta de seu assento, pega o microfone e dispara: “Taylor, me alegro por você, mas o vídeo da Beyoncé é um dos melhores da história”. Pouco depois, Kanye pede desculpas, mas Swift lhe atira indiretas numa canção. West responde afirmando que “graças à minha interrupção, Taylor saiu na capa de cem revistas e vendeu um milhão de discos”.

Quem ganhou. Taylor e Kayne fazem as pazes em 2015. Mas, um ano depois, o rapper canta: “Sinto que Taylor e eu ainda podíamos ir para a cama. Porque eu tornei essa vagabunda famosa”. E a guerra eclode de novo. Taylor ataca Kayne na entrega do Grammy, Kim Kardashian diz que Taylor autorizou West a chamá-la de vagabunda, West põe uma sósia de Taylor nua num vídeo... E, por enquanto, Taylor ganha, com onze sarcasmos contra West distribuídos por sua discografia.

- Noel Gallagher contra Liam Gallagher

A briga entre Noel e Liam continua, e continua, e continua, e continua...
A briga entre Noel e Liam continua, e continua, e continua, e continua...

Por que brigaram. 1994. Depois de um caótico show do Oasis, Liam discute com seu irmão Noel e atira seu pandeiro na cabeça dele. Desde então, estão rompidos. Na gravação do disco (What's the Story) Morning Glory (1995), Liam chegou ao estúdio bêbado, acompanhado por uns 20 outros bebuns. Muito irritado, Noel dá com um taco de críquete na sua cabeça. E, de farra por Barcelona em 2000, Noel partiu o lábio de Liam por colocar em dúvida a paternidade de sua filha mais velha.

Quem ganhou. As relações entre Noel e Liam são piores que as de Caim e Abel. Veio o século XXI, e eles não pararam de brigar. Até que, em 2009, ocorreu o rompimento definitivo do Oasis, indo cada um para o seu lado, mas sem deixar de se insultarem à distância. “Sempre cantarei melhor que Noel, mesmo se me baterem nos testículos”, tuitou Liam. E Noel respondeu chamando-o de “energúmeno” e jurando que só faria um show com seu irmão “por 20 milhões de libras”. Por enquanto, não há ofertas. Na última entrevista que fizemos no EL PAÍS com Liam, o cantor afirmou: “Começo a acreditar que realmente o Noel não gosta de mim. Sempre achei que quando se metia comigo estava brincando, que na verdade me amava. Mas tenho a sensação de que é verdade que ele não vai com a minha cara”.

- Kid Rock contra Tommy Lee

Por que brigaram. Em 1995, Pamela Anderson e Tommy Lee se casaram às pressas. Três anos depois, divorciaram-se. Pamela começou a sair com Kid Rock, embora sem deixar de se deitar esporadicamente com Tommy. Em 2003, Kid e Pamela romperam, e as confusões começaram: “Tommy me ligava do celular da Pamela para me ameaçar e me insultar”, afirma Kid. A coisa chegou às vias de fato em 2007, na entrega dos prêmios MTV: Kid Rock foi ao banheiro e, ao voltar, encontrou seu assento ocupado por Tommy. Quando protestou, Tommy lhe deu um soco, e ambos se engalfinharam numa briga que acabou na delegacia.

Quem ganhou. Como disse Jamie Foxx, que apresentava a entrega de prêmios e foi testemunha do confronto, “Kid e Tommy brigam feito membros de gangues de negros. Quem ganhou? Não fiquei sabendo, estava trabalhando”. Quanto à opinião de Tommy, foi taxativa: “Kid Rock bate feito uma piranha, se é que dá para chamar de bater. Só graças aos seguranças ele se safou de receber o que merecia”.

- Miley Cyrus contra Nicki Minaj

Nicki Minaj nunca deixa pedra sobre pedra. Mas Miley é um osso duro.
Nicki Minaj nunca deixa pedra sobre pedra. Mas Miley é um osso duro.

Por que brigaram. A coisa começou com outra briga, no Twitter, que contrapôs Nicki Minaj a Taylor Swift. E como Miley Cyrus se inclinou por Swift numa entrevista, Minaj decidiu se vingar: no MTV Video Music Awards de 2015, recebeu um prêmio por seu vídeo Anaconda e, depois de uma enxurrada de agradecimentos, olhou para Cyrus, que era a apresentadora, e lhe cutucou: “Olhem essa vagabunda, que tinha muito a dizer à imprensa outro dia: como vai, Miley?”.

Quem ganhou. Ganhou Cyrus, por sua resposta cabal a Minaj, que sempre anda às turras com alguém: “Olha, todo mundo nessa atividade dá entrevistas e sabemos como manipulam essa merda. Felicidades, Nicki”. Feitas as pazes, as duas artistas cantaram juntas uma canção. Entretanto, cinco meses depois, Nicki rapeou algumas farpas contra Cyrus, em sua colaboração no tema Down in the DM, de Yo Gotti. Não tem jeito…

- Ray Davies contra Dave Davies

Por mais que Dave Davies se empenhe, desde os anos sessenta já havia um líder. Quem veste a camisa de cor diferente do restante nessa imagem? Sim, Ray Davies.
Por mais que Dave Davies se empenhe, desde os anos sessenta já havia um líder. Quem veste a camisa de cor diferente do restante nessa imagem? Sim, Ray Davies.

Como começou a briga. As brigas entre Ray seu irmão Dave remontam à sua mais tenra infância: “Acho que Ray só foi feliz durante três anos da sua vida, e foram os três anos antes de eu nascer”, costuma dizer Dave. Quando em 1963 formaram os Kinks, as brigas se tornaram constantes: no estúdio, no palco, na limusine, num casamento… Qualquer lugar era bom para sair no braço.

Quem ganhou. Em 1996, Ray e Dave dissolveram os Kinks. Ray se mostrou mais receptivo a uma reunião, afirmando que "seria genial" voltar a tocar juntos. Mas sempre que perguntam a Dave sobre isso, responde: “Amo o meu irmão, mas não o suporto. Uma hora com Ray é o limite”. E se alguém apelar à nostalgia, Dave reconhece: “Quando escuto os Kinks no rádio, me emociono, até que penso em como foram as coisas realmente: as brigas, as surras nas pessoas, acabarmos feitos pó…”. Apesar de tudo, os irmãos anunciaram recentemente que estão gravando novas canções juntos.

- Keith Richards contra Elton John

Keith e Elton ainda não são muito amigos.
Keith e Elton ainda não são muito amigos.

Por que brigaram. Ninguém sabe por que começou a inimizade entre Keith Richards e Elton John, mas alguns apontam um show dos Rolling Stones em Fort Collins, Colorado. Lá, Elton abusou da hospitalidade do grupo atuando com eles durante 10 canções. Seja como for, os sarcasmos de Richards contra John se repetiram em várias entrevistas, em que zombou da sua elegia à princesa Diana e o acusou de fazer pose, entre outras coisas.

Quem ganhou. Em 1997, Elton derrubou Keith, declarando em uma entrevista: “Comemoro por ter me afastado das drogas e do álcool. Seria uma pena acabar como Keith Richards. Pobre diabo. É como um macaco com artrite, tentando parecer jovem no palco. Respeito os Stones, mas deveriam ter tirado o Keith há 15 anos. Sempre achei que é um idiota”. Richards não se calou e replicou, direto: “Elton John parece minha avó”. E em 2018, quando Elton anunciou sua aposentadoria, Richards declarou: “Não sentirei sua falta”.