Emiliano Sala

Corpo é achado nos destroços de avião que transportava Emiliano Sala

Jogador argentino está desaparecido desde quando a aeronave que o transportava da França para a Inglaterra sumiu, em 21 de janeiro. Autoridades ainda não sabem se o corpo é do atleta ou do piloto

Torcedor faz homenagem a Sala em Nantes.
Torcedor faz homenagem a Sala em Nantes.Thibalt Camus (AP)

Mais informações

Um corpo ainda não identificado foi encontrado entre os destroços do avião particular que desapareceu no fundo do Canal da Mancha com o jogador argentino Emiliano Sala a bordo, segundo informação das autoridades britânicas nesta segunda-feira. "Tragicamente, graças à gravação de um vídeo subaquático, pode-se ver um ocupante dos destroços", diz a Agência de Investigação de Acidentes, responsável no Reino Unido pela apuração de acidentes aéreos, em uma declaração em que observa que vai estudar as próximas medidas após consulta às famílias do jogador e do piloto desaparecidos.

Emiliano Sala, atacante de 28 anos, atuava pelo clube francês Nantes quando foi contratado pelo Cardiff City, da Inglaterra, por 15 milhões de libras (75 milhões de reais), valor recorde para o clube inglês. A aeronave de uma turbina que o levava da França ao Reino Unido para se apresentar no Cardiff desapareceu enquanto sobrevoava o Canal da Mancha, no dia 21 de janeiro. Além de Sala, o piloto David Ibbotson também estava a bordo.

Dias depois do desaparecimento, foi revelado um áudio que Sala mandou para um amigo a bordo do avião, no qual o atacante dizia estar com medo: "Estou aqui no avião, que parece estar caindo aos pedaços. Estou indo para Cardiff porque amanhã começamos [a treinar] (...) Se em uma hora e meia vocês não tiverem novidades minhas, não sei se vão mandar alguém me buscar porque não vão me encontrar". A polícia de Guernsey, ilha britânica no Canal da Mancha, encerrou as buscas no dia 24 de janeiro. Com o apelo da família e o apoio de jogadores como Messi, Mbappé e Kanté, a campanha #NoDejenDeBuscarEmilianoSala originou um fundo que arrecadou dinheiro suficiente para a continuação das buscas pelo avião.

Os restos do avião em qual viajavam Emiliano Sala e o piloto.
Os restos do avião em qual viajavam Emiliano Sala e o piloto.

"Não acredito. Isto é um pesadelo. Estou desesperado ", lamentou Horacio, o pai do jogador de futebol, no último domingo, dia 3, em uma emissora de TV argentina, depois de receber um telefonema das autoridades britânicas informando-o da descoberta dos destroços nas profundezas do Canal da Mancha.

O pequeno avião em que o atacante e o piloto David Ibbotson viajavam foi localizado neste domingo em uma área perto das ilhas de Guernsey, cerca de 20 quilômetros mais ao norte, de acordo com as autoridades britânicas. "As imagens mostram o lado esquerdo traseiro da fuselagem, que inclui uma parte do registro da aeronave", disse a nota.

O avião, da marca Piper Malibu e matrícula N264DB, foi encontrado "quase completo". Para a descoberta foi essencial a colaboração de uma empresa privada britânica contratada nas primeiras horas de domingo, a pedido da família de Emiliano Sala. "Localizamos os restos do avião no fundo do mar, a uma profundidade de cerca de 63 metros", disse o oceanógrafo David Mearns à BBC nesta segunda-feira. O especialista explica que isso foi possível graças ao uso de um sonar e de um submersível com um sistema de gravação de vídeo. "As câmeras mostraram o número de registro e também a maior parte da aeronave."

A embarcação dos investigadores britânicos ficou no domingo à noite na área e nos próximos dias poderá começar a retirar da água o avião naufragado, segundo David Mearns. Com o resgate dos destroços, será possível determinar de quem é o corpo visto pelo submersível. "Nossos pensamentos estão com as famílias e amigos de Emiliano e David Ibbotson", conclui o especialista.