Copa do Mundo Rússia 2018

A maldição dos campeões do mundo

Com a eliminação da Alemanha, quatro das últimas cinco seleções que chegaram como defensoras do título a uma Copa do Mundo caíram na primeira fase

Kimmich cai durante a partida contra a Coreia do Sul.
Kimmich cai durante a partida contra a Coreia do Sul.

Mais informações

Nunca é fácil administrar o sucesso. Nem mesmo no caso da Alemanha, que nunca antes havia caído na fase de grupos de uma Copa do Mundo. A equipe dirigida por Joachim Löw não conseguiu evitar a maldição que persegue as seleções que se apresentam no torneio como campeãs vigentes. Desde 2002, quatro das cinco equipes nacionais que defendiam o título foram eliminadas nas primeiras rodadas, ainda na fase de grupos.

No período, só um campeão conseguiu superar a primeira fase após erguer a taça. Foi o Brasil, na Copa da Alemanha de 2006. Antes da seleção canarinha, a França, que havia sido campeã em casa em 1998 – quando foi adotado o formato de Copa com 32 países –, terminou eliminada em 2002 na Coreia e Japão após obter apenas um ponto em um grupo formado por Uruguai, Dinamarca e Senegal.

A partir de 2006, as três seleções que defenderam o título foram derrubadas sem chegar às eliminatórias. A Itália só somou dois pontos na África do Sul, em 2010, num grupo com Paraguai, Nova Zelândia e Eslováquia. Em 2014, a Espanha só foi capaz de obter uma vitória estéril contra a Austrália, após ser derrotada por Holanda e Chile nos dois primeiros jogos. E, nesta Copa da Rússia, a Alemanha não evitou seguir o mesmo caminho que seus predecessores: conseguiu apenas uma vitória e foi a lanterna de um grupo que tinha também Suécia, México e Coreia do Sul.