Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Cantora Conchita Wurst: “Tenho HIV”

A vencedora do Festival Eurovisão de 2014 espera “encorajar” e “dar mais um passo contra o estigma” em relação às pessoas infectadas pelo vírus da Aids

Conchita Wurst, em maio de 2017, em sua chegada a um festival em Viena
Conchita Wurst, em maio de 2017, em sua chegada a um festival em Viena AFP

A cantora austríaca Conchita Wurst, vencedora do Festival Eurovisão em 2014, revelou ser portadora do vírus HIV. Conchita explicou que a razão pela qual decidiu revelar a informação neste momento é porque foi ameaçada por seu ex-parceiro.

"Chegou o dia de me libertar para o resto de minha vida de uma espada de Dâmocles: há muitos anos tenho HIV (sigla em inglês de vírus da imunodeficiência humana)", escreve a diva da barba, alter ego do cantor Tom Neuwirth, em uma mensagem postada no domingo à noite em sua conta do Instagram.

Este dado "é irrelevante para a opinião pública, mas um ex-amigo ameaça tornar pública esta informação privada, e não darei a ninguém o direito de me causar medo e tentar, desta maneira, ter influência sobre minha vida", acrescenta. Conchita acredita que, no final das contas, é melhor que esse tipo de informação seja divulgada pela "própria pessoa" do que por outra.

heute ist der tag gekommen, mich für dêem rest meines lebens von einem damoklesschwert zu befreien: ich bin seit vielen jahren hiv-positiv. dá ist für die öffentlichkeit eigentlich irrelevant, aber ein ex-freund droht mir, mit dieser privaten information an die öffentlichkeit zu gehen, und ich gebe auch in zukunft niemandem dá recht, mir angst zu machen und mein leben derart zu beeinflussen. seit ich die diagnose erhalten habe, bin ich in medizinischer behandlung, und seit vielen jahren unterbrechungsfrei unter der nachweisgrenze, damit also nicht in der lage, dêem vírus weiter zu geben. ich wollte aus mehreren gründen bisher nicht damit an die öffentlichkeit gehen, nur zwei davon will ich hier nennen: der wichtigste war mir meine familie, die seit dem ersten tag bescheid weiss und mich bedingungslos unterstützt hat. ihnen hätte ich die aufmerksamkeit für dêem hiv-status ihres sohnes, enkels und bruders gerne erspart. genauso wissen meine freunde seit geraumer zeit bescheid und gehen in einer unbefangenheit damit um, die ich jeder und jedem betroffenen wünschen würde. zweitens ist é eine information, die meiner meinung nach hauptsächlich für diejenigen menschen von relevanz ist, mit denen sexueller kontakt infrage kommt. coming out ist besser als von dritten geoutet zu werden. ich hoffe, mut zu machen und einen weiteren schritt zu setzen gegen die stigmatisierung von menschen, die sich durch ihr eigenes verhalten oder aber unverschuldet mit hiv infiziert haben. an meine fãs: die information über meinen hiv-status mag neu für euch sein – mein status ist é nicht! é geht mir gesundheitlich gut, und ich bin stärker, motivierter und befreiter denn je. danke für eure unterstützung!

Uma publicação partilhada de conchita (@conchitawurst) o

"Espero encorajar [outras pessoas em situações semelhantes] e dar mais um passo contra o estigma em relação às pessoas que foram infectadas [com o vírus da Aids], seja por seu próprio comportamento ou sem ter culpa", destaca.

A cantora afirma estar sob tratamento médico há algum tempo, e o desejo de evitar a angústia de sua família foi uma das razões pelas quais não havia revelado publicamente a informação até agora. "Teria preferido 'poupá-los' de preocupações sobre o estado do HIV do filho, neto e irmão", explica.

Em sua opinião, é uma informação "acima de tudo relevante para aquelas pessoas com as quais o contato sexual é uma opção". "Estou mais forte, mais motivada e libertada do que nunca, obrigado pelo apoio de vocês!", afirmou a intérprete de Rise Like a Phoenix, canção com a qual triunfou no 59º Festival Eurovisão da Canção. Conchita Wurst é uma personagem criada por Tom Neuwirth, estilista e cantor de 29 anos, que desde sua vitória no Eurovisão tornou-se ícone e embaixador da causa LGBT no mundo.

MAIS INFORMAÇÕES