Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Caso Marielle Franco: o dia seguinte ao assassinato que comoveu o Brasil, contado minuto a minuto

Veja como contamos, em tempo real, as repercussões e os protestos pelas mortes da vereadora e do motorista Anderson Pedro Gomes, 39 anos, assassinados em 14 de março

Milhares de pessoas se manifestam na avenida Paulista.
São Paulo / Rio de Janeiro / Brasília

Marielle Franco, 38 anos, vereadora do PSOL, foi assassinada a tiros dentro de um carro na noite desta quarta-feira, 14 de março, no centro do Rio de Janeiro. O motorista que dirigia o veículo, Anderson Pedro Gomes, 39 anos, também foi morto a tiros. O caso ocorreu em meio à intervenção federal no Estado fluminense, o qual Marielle Franco era contra. Mãe, negra, ativista feminista, LGBT e dos direitos humanos, ela foi a quinta vereadora mais votada no Rio em 2016 e repudiou a violência policial na comunidade de Acari dias antes de morrer. O assassinato político causou comoção nacional. Veja os destaques da cobertura:

Veja como foi a cobertura do dia seguinte aos crimes, minuto a minuto:

MAIS INFORMAÇÕES