Os cinco maiores boatos que sobreviveram por mais de uma década na Wikipedia

Artigos sobre o demônio acádio com elementos cristãos e o general dos EUA que inventou a ‘cream soda’ Esses são dois exemplos de mentiras publicadas na enciclopédia

Mais informações

Um exército de editores formado por soldados que falam quase todas as línguas conhecidas vigia a veracidade da informação da Wikipedia. Mas qualquer um pode chegar a divulgar um artigo na enciclopédia livre da Internet — essa é justamente sua idiossincrasia —, de modo que com 46 milhões de artigos publicados a tarefa é ingente.

Foram inúmeras as tentativas de difundir boatos através da Wikipedia. Até a Vodafone inventou um artigo sobre o Borabó, uma comemoração falsa das Filipinas, e a publicou na Wikipedia para apoiar uma campanha publicitária de Natal. A enciclopédia digital edita uma lista com os boatos publicados. A maioria deles é detectada em poucas horas. Mas alguns sobreviveram por vários anos. Essas são as cinco mentiras que perduraram por mais de uma década:

1. Bine, um demônio da mitologia acádia com elementos cristãos

É o artigo falso que perdurou por mais tempo na Wikipedia, um total de 12 anos e quatro meses, até ser detectado em agosto por um editor. A publicação descreve um suposto demônio da mitologia acádia nascido de “um carpinteiro que havia morrido e ressuscitado”, e que fazia crescer as asas de outros demônios em função das almas que roubassem para “preparar a Segunda Vinda”. “Não tinha nenhuma citação e era claramente um boato”, explica Doug Weller, o wikipedista que revelou a mentira. Ela foi descoberta quando Weller encontrou um link ao artigo sobre Bine em uma lista de deidades mesopotâmicas. “A terminologia e os conceitos são obviamente cristãos”, como a “Segunda Vinda”, que faz alusão ao regresso de Jesus Cristo, e o carpinteiro ressuscitado, outra clara referência a Jesus de Nazaré, “conceitos que não faziam nenhum sentido aos acádios”, explica outro editor da enciclopédia.

2. Milk Studios, uma falsa empresa sueca

Durante 11 anos e oito meses, a Wikipedia abrigou um artigo sobre a Milk Studios, uma falsa empresa sueca que fornecia produtos de papelaria a lojas varejistas e a “redes norte-americanas e europeias, incluindo a IKEA”. Fundada supostamente em 1987, possuía 12 fábricas na Suécia, Noruega e Estados Unidos. Sam Sailor propôs incluí-la na lista de boatos uma vez que não existia “nenhuma fonte” que confirmasse a existência da Milk Studios, algo estranho em uma empresa com expansão internacional e 30 anos de existência.

3. O general norte-americano que inventou a ‘cream soda’

George K. Broomhall não foi um “corajoso general” da União que lutou na guerra civil dos Estados Unidos, mas durante 11 anos e cinco meses um artigo publicado na Wikipedia fez essa afirmação, que lhe atribuía, além disso, a invenção da cream soda, um refrigerante doce com sabor de creme de cuja receita ele também não foi o autor.

4. A série da HBO que nunca existiu

Entre 31 de agosto de 2005 e 19 de julho de 2016, uma publicação da Wikipedia era dedicada à Sheer Perfection (Pura Perfeição), uma suposta minissérie que a HBO iria lançar em 2006 sobre a vida de duas famílias, os Williams e os Ellis. “Não existe nenhuma referência sobre essa minissérie. A programação em um canal como a HBO geralmente tem uma cobertura bem ampla sobre o elenco e outros detalhes. A ausência de tal material sugere que a HBO absolutamente nunca trabalhou nesse programa ou abandonou o projeto em uma etapa inicial”, afirma a Wikipedia em um artigo dedicado a explicar por que a informação sobre Sheer Perfection, que passou por correta durante dez anos e dez meses, era um boato.

5. Um estuprador serial de Nova Orleans

“Jack Robichaux foi um estuprador serial do século XIX, que flagelou a cidade de Nova Orleans. A maioria de suas vítimas era de mulheres com sobrepeso”. Assim começava o artigo sobre um suposto estuprador. Também afirmava que “Robichaux era de origem francesa e um grande músico de Jazz”. Realmente existiu em Nova Orleans um conhecido músico de Jazz de sobrenome Robichaux, mas de nome John e não Jack. Não existem informações que lhe atribuam tais delitos. “É preocupante que um artigo como esse tenha passado desapercebido durante tanto tempo”, reconhece a Wikipedia, que o incluiu em sua lista de boatos em setembro de 2015, dez anos e um mês após ter sido publicado.

O mais visto em ...Top 50