Seleccione Edição
Login

Por categorias ou por cores? É hora de organizar seus livros

Atenção, 'spoiler': se seguir esses conselhos precisará se desfazer de alguns exemplares

María Gallay foi encarregada de transportar a biblioteca de uma família de Madri a Málaga. A organizadora profissional, que se dedica a ajudar as pessoas a resolverem o caos que às vezes surge quanto existem muitas coisas em casa, empacotou e etiquetou cada livro seguindo escrupulosamente a ordem em que se localizavam na biblioteca de origem, sem que ninguém lhe pedisse: poetas de um lado, dramaturgias em outra caixa, os autores de ficção separados do resto... A surpresa da dona dos livros foi tal ao descobri-lo que Gallay lembra disso como uma das histórias mais gratificantes de seu trabalho.

Os livros são esses colegas de apartamento que vão se apoderando de seu espaço pouco a pouco, e ainda que fique anos sem folheá-los eles continuam acumulando pó em cada uma de suas páginas. Talvez ocorra o mesmo com você, armazena livros e livros sem nenhum tipo de critério, de suas obras favoritas àquele que te presentearam uma vez em uma promoção e nunca mais entrou em seus planos de leitura. É muito difícil desfazer-se de livros, por isso manter sua biblioteca em ordem é fundamental para dilatar o máximo possível esse dramático momento.

“O melhor desse tipo de trabalho é que pelo menos os livros são retos, são mais fáceis de organizar do que outras coisas”, brinca Gallay, que já está há 15 anos nesse serviço. A especialista afirma que a cumplicidade com os clientes é fundamental para realizar o trabalho: “As bibliotecas precisam ser, principalmente, práticas, o dono deve reconhecer os livros, saber como procurá-los e, o mais importante, como devolvê-los ao seu local correto”.

Ainda que cada um tenha seus palpites no momento de organizar as coisas alheias, Pilar Quintana nos revela quatro passos básicos para criar um sistema de organização duradouro e eficaz.

1. Tirar tudo

Mas tudo mesmo. De acordo com a especialista, só percebemos o que temos quando vemos o conjunto.

2. Fazer pequenas pilhas

De um lado, agrupamos os livros dos quais queremos nos desfazer, os que estão muito usados e em mau estado. Quintana recomenda fazer uma segunda pilha com livros para doação, diz que as pessoas sentem-se bem ao saber que seus livros terão uma segunda vida e que além disso estão ajudando nesse sentido (lares de idosos, regiões desfavorecidas...).

Para uma terceira pilha vão os livros que você quer dar de presente a alguém (“coloque seu nome”, caso contrário, é bem provável que nunca saiam de sua casa, afirma a especialista) e em uma quarta divisão coloque os que quer vender.

A quinta pilha é o que vale: os livros que ficam com você (continuamos!).

3. Estabelecer categorias e designar espaços

Assim que você definir as leituras que se salvam das indicações e devem continuar em sua biblioteca, deve separar os livros por categorias, tal como recomenda a guru japonesa Marie Kondo, e ao mesmo tempo determinar em quais espaços colocará essas categorias. “Uma estante por categoria é o melhor”, recomenda Quintana.

4. Arrumando!

Chegou o grande momento, colocar cada livro no espaço adequado..., mas como? Por cores? Por tamanhos? Por ordem alfabética? Dá na mesma? (como daria na mesma, você está há um minuto lendo um artigo sobre como organizar sua biblioteca!).

A primeira coisa a se pensar é como você reconhece seus livros. Alguns são mais visuais, pessoas que sabem perfeitamente em qual editora compraram cada exemplar, leitores que se negam a misturar poesia com romance...

Priorizando a estética. As cores dos livros podem ser um critério no momento de organizar sua biblioteca. Não é uma opção muito prática, mas indubitavelmente é a mais efetiva se você for dos que se lembram que um livro é amarelo, mas não do nome do autor.

Pablo López Navarro, integrante do estúdio de decoração Casa Josephine, nos conta que nunca se deve utilizar critérios decorativos para organizar uma biblioteca, mas que podemos introduzir detalhes que façam desse espaço um ambiente mais cálido. “Elementos têxteis, fotografias e plantas” são excelentes para conviver com nossos livros, afirma.

Por tamanho. Os especialistas da ordem revelam que uma das regras de ouro para organizar livros é que os mais altos ficam à esquerda e os menores do lado direito da estante. A sensação de ordem é maior.

Por categoria. Distribuir suas leituras por categorias (não ficção, romances, livros acadêmicos...) pode ajudar a encontrar de maneira bem rápida o livro que você precisa. Quintana recomenda etiquetar as estantes se temos muitos livros acumulados.

Dentro de nossa ordem não é preciso colocar todos os livros na vertical, alterná-los com pilhas horizontais pode ser útil se os espaços não forem muito altos.

Uma mistura das três anteriores. Se você quer unir o critério mais prático sem desligá-lo do estético, comece por organizar sua biblioteca por categorias e na sequência tente agrupar os livros por cores e tamanhos sem que destoem muito entre eles, para conseguir uma harmonia estética e prática.

E se depois de ler tudo isso você perdeu a vontade de organizar seus livros, mostramos algumas fotos de bibliotecas bonitas para que você aproveite as dos outros.

MAIS INFORMAÇÕES