Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Revelados os primeiros detalhes do Samsung Galaxy S9

Novo telefone chegará com novidades relativas ao rendimento

Imagem do Samsung Galaxy S8.
Imagem do Samsung Galaxy S8.

Quase sem uma pausa, e quando ainda estamos lendo análises dos iPhones X e até do Galaxy Note 8, a Samsung estaria trabalhando já no herdeiro do Galaxy S8 e atenta ao que vem, uma vez que a gigante coreana o dotaria de importantes novidades para o usuário. Embora não tenham surgido detalhes sobre o possível aspecto estético do celular, foram vazadas, em forma de rumores, informações sobre seus benefícios. A primeira das novidades estaria no modo como o usuário desbloqueia o celular e, nesse sentido, a Samsung melhoraria notavelmente o oferecido até agora.

Segundo uma informação publicada pelo Korean Herald, o aparelho viria equipado com um sistema de desbloqueio do celular mediante a íris. O fabricante continua argumentando que a íris ainda é a maneira mais segura de identificar o usuário e, por isso, mantém a aposta nesse sistema, apesar dos limitados resultados que apresenta. A Samsung oferece ao usuário tanto no Galaxy S8 como no Note 8 – os dois carros-chefe da empresa – até quatro maneiras de desbloquear os celulares (ordenadas de menos para mais seguras): por identificação facial, senha ou padrão de desbloqueio, reconhecimento de digital e, finalmente, reconhecimento de íris.

Aparelho viria equipado com um sistema de desbloqueio do celular por meio da íris que melhoraria notavelmente o oferecido pela Samsung até agora

Apesar das opções disponíveis, o usuário não consegue se entender com as duas últimas em seu celular: a identificação por digital, pela localização do leitor (fica em uma posição distante), e o desbloqueio por meio da íris, porque não é muito preciso e obriga a pessoa a olhar de frente para o aparelho, abrindo muito os olhos (novamente, uma posição forçada). Sendo assim, a Apple demonstrou uma vez mais sua histórica capacidade de tornar o difícil fácil, apresentando o FaceID, uma única forma de desbloquear o celular, pelo rosto, que equipa o iPhoneX. A gigante de Cupertino afirma que este sistema é muito mais confiável que o leitor de digitais, mas o que surpreende é sua eficácia e a fé do fabricante no sistema, que a Apple apresenta como único meio de desbloquear o equipamento (junto com o código).

O novo sistema de reconhecimento que equiparia o Galaxy S9 funcionaria sem problemas em condições de pouca luz e quando o usuário usar óculos ou mexer os olhos. Como observamos, a Samsung continua apostando nessa forma de desbloqueio como a mais segura possível. Mas esta não seria a única novidade do aparelho, e um outro rumor paralelo sugere que, além da íris, o novo modelo poderia vir com um leitor de digitais integrado na própria tela. Lembremos que um dos avanços alcançados pela Apple com o iPhone X consistiu em eliminar o botão ‘home’ para ampliar o tamanho da tela, o que a obrigava a dispensar o TouchID. Pois bem, a Samsung poderia optar por mudar o sensor de digital para a parte da frente e sob a tela, segundo se sugere em outro rumor, com base no anúncio por parte da Synaptics de estar trabalhando em um sensor desse tipo para um dos principais fabricantes de celular em aparelhos de “tela infinita”.

Mas aqui não se encerram as novidades, já que também se espera que o novo Galaxy possa vir com um chip Qualcomm 845, que, entre outras funções, aguentaria o carregamento ultrarrápido Quickcharge 4+. Como isso beneficiaria o usuário? Embora os benefícios reais desse sistema de carregamento ainda sejam desconhecidos, calcula-se que o Galaxy S9 poderia ser carregado por completo em menos de uma hora e, para sair de uma situação de apuro, em meia hora poderia haver carga suficiente para encerrar o dia.

MAIS INFORMAÇÕES