Seleccione Edição
Login

Turismo de guerra: um lugar para dirigir e disparar um tanque de verdade

Um rancho no Texas, EUA, faz do manuseio de todos os tipos de armas sua principal atração

Visitantes do parque Drive Tank conduzem um tanque de guerra.
Visitantes do parque Drive Tank conduzem um tanque de guerra.

Um menino de 12 anos, com um sorriso de orelha a orelha, dispara um verdadeiro tanque de guerra. Uma mulher e dois homens passam por cima de um carro, montados nesses tanques de combate. Não é ficção, isso acontece no país onde mais de 33.000 pessoas são mortas todos os anos por armas de fogo e que, há 10 dias, sofreu a pior matança de sua história: os Estados Unidos.

No rancho OX Hunting, localizado na cidade de Uvalde, a duas horas a oeste de San Diego (Texas), qualquer pessoa pode dirigir tanques e disparar armas de guerra. Até meninos de 8 anos de idade pisaram neste lugar, como diz o site da empresa Drive Tanks. “É responsabilidade dos pais e da capacidade das crianças de seguir as instruções”, afirma a empresa. Mas homens e mulheres de todas as idades também se divertem puxando o gatilho. Não é necessário que nenhum deles tenha experiência; em menos de uma hora os funcionários do centro ensinam a lidar com essas armas mortais.

“Este é o único lugar no mundo onde você pode dirigir tanques reais e disparar balas de verdade”, afirma com orgulho Todd DeGidio, proprietário do campo, um ex-sargento de demolições das Forças Especiais do Exército dos EUA que, durante sete anos, procurou, comprou e restaurou esses produtos bélicos de museus, colecionadores e veteranos de guerra. Forças de segurança e veteranos de guerra constituem a maioria da equipe neste negócio.

Estes singulares turistas de guerra podem ficar no rancho de duas horas até dois dias. A partir de cerca de 624 reais, podem disparar entre três e cinco armas diferentes e, por 26.000 reais, podem viver uma experiência completa, que inclui o disparo de diferentes modelos de pistolas e o manuseio de três tanques diferentes.

Os visitantes podem passear em um tanque norte-americano Sherman, da Segunda Guerra Mundial, em um russo T-34, fabricado na década de 1940, ou em um Leopard, um tanque de combate da época da Guerra Fria, dentre outros. Também podem disparar com morteiros, metralhadoras ou lança-chamas.

Além disso, neste verdadeiro parque bélico as munições e animais se misturam. Nos 18.000 hectares de colinas e caminhos de terra, há um safari onde se pode observar mais de 50 espécies diferentes de animais, como búfalos, cangurus e zebras. O parque também dispõe de quartos em barracas decorados ao estilo da Segunda Guerra Mundial para aqueles que queiram prolongar o combate.

Com iniciativas como esta, o Texas, um dos nove Estados que permitem levar armas para a sala de aula e onde, esta semana, um aluno da Universidade Tecnológica do Texas assassinou um policial, parece ter se tornado um verdadeiro campo de batalha.

MAIS INFORMAÇÕES