Seleccione Edição
Login

Kit Harington: “Jon Snow se transformou em um político nesta temporada”

Personagem de Game of Thrones ganha mais relevância a dois capítulos do final da sétima temporada

Game of Thrones Jon Snow
Kit Harington como Jon Snow na sétima temporada de 'Game of Thrones'.

Da mesma forma que Jon Snow é um herói à força, qualquer um que encontre Kit Harington, o ator que o encarna, um dos mais populares personagens de Game of Thrones – e um dos mais bem pagos da televisão, cerca de 1,4 milhão de dólares (mais de 4 milhões de reais) por episódio – diria que se viu forçado a ser uma estrela. Se for isso mesmo, ele se sai muito bem porque nunca perde o sorriso, não importa quantas entrevistas, adulações ou seguidoras encontra em seu caminho. “Foi algo único. Sem ter feito cinema ou televisão, estar no centro deste fenômeno cultural tão louco e desproporcionado em que vivi meus vinte anos, quase uma década de minha vida, é algo impossível de explicar”, comenta o ator britânico (nascido em Londres em 1986) ao EL PAÍS.

Procura expressar a gratidão que sente. Especialmente em relação aos colegas de trabalho, que já são parte de sua família. Conheceu Maisie Williams (Arya Stark) e Sophie Turner (Sansa) quando tinham 12 e 13 anos, respectivamente, e as considera suas irmãs. E outros, caídos ou não nesta sangrenta saga, como Alfie Allen (Theon Greyjoy), Richard Madden (Robb Stark), John Bradley (Sam Tarly) e Liam Cunningham (Davos Seaworth), com os quais costuma sair periodicamente para comer. “Um bom vinho com um guisado de carne”, descreve entre suas preferências.

Mas, junto a esses momentos de camaradagem, estão as preocupações que trazidas pelo sucesso de uma personagem como Jon Snow, capaz de ressuscitar de entre os mortos. “Sobretudo por volta dos 28 me assustei”, comenta agora aos 30. Ainda se lembra da segunda e da terceira temporadas como suas favoritas, sua passagem pela Islândia onde foi feita parte da filmagem. “Mas depois suponho que tenha sido a transição para a vida adulta, e me ver no centro de toda essa fama, em uma viagem que não é normal. Nem mesmo sabia que queria ser ator! E ainda há dias em que penso que quando Game of Thrones terminar, acaba tudo”, confessa. Fala em deixar de atuar, mas soa cheio de dúvidas. Tem muitos planos: está escrevendo um roteiro para um curta, além de uma série para televisão e gostaria de tentar a sorte como produtor e diretor. “Apesar de me sentir pouco à vontade como ator, seria absurdo deixar algo tão bem pago e que não sinto como trabalho”, admite.

É o mesmo tom com que fala do mundo de Game of Thrones que o cerca, o de ficção e o real. Em sua opinião, uma das razões do enorme sucesso da série é seu paralelismo com a realidade. “O mundo atual é mais maquiavélico do que Game of Thrones”, ri com preocupação. O que começou, no seu entendimento, como uma série escapista para fugir da crise econômica de 2008 se transformou em uma ficção que é superada com folga pela realidade.

Ocorreram mais mudanças ao longo desse tempo, especialmente nas tramas, mas aí também está o segredo de Jon Snow. “Provavelmente, é o personagem mais estável de toda Game of Thrones e é isso que gosto sobre ele”, comenta. Claro que com o começo do fim marcado por essa sétima temporada, as coisas podem mudar. “Nesse ano Jon Snow se transformou em um político. É um homem com uma missão. Veja, ele também começa a manipular as pessoas. Mas o faz ao estilo de Jon Snow”, diz. Com os dois últimos capítulos da sétima temporada ainda por transmitir, o personagem de Harington voltou a adquirir uma importância monumental para o desenlace da série, mas comentá-lo seria entrar no reino dos spoilers.

Amor e sangue

Harington disse desde o primeiro episódio que a única coisa que gostaria de levar de Game of Thrones era sua espada. “Mas depois de todas essas temporadas seu valor deve estar nas centenas de milhares de libras de modo que conseguiria no máximo uma réplica e não é isso que quero”, resmunga o ator. Menos mal que leva uma recordação melhor da série já que foi nela que conheceu sua namorada e, de acordo com os rumores, noiva, a atriz Rose Leslie. Os dois se conheceram quando Leslie interpretou a personagem de Ygritte, ligada romanticamente a Jon Snow. Após quatro anos fugindo do assunto, reconheceram sua relação e agora vivem juntos apesar de recentemente negarem o noivado. Mas como revelou Harington ao EL PAÍS sobre sua próxima viagem à Itália – onde esteve antes para participar da campanha da Dolce & Gabbana e agora leva um projeto cinematográfico nas mãos –, Veneza é sempre um bom lugar para casamentos. “Talvez. Quem sabe?”, desconversa igualmente misterioso.

MAIS INFORMAÇÕES