Férias

Vai sair de férias? Dicas do melhor momento para reservar voos e hotéis

Os preços tendem a aumentar à medida que o avião enche, logo o melhor momento depende da popularidade da rota

Encontrar o melhor preço para suas férias pode ser difícil.
Encontrar o melhor preço para suas férias pode ser difícil.

Se alguma vez você já tentou conseguir a melhor oferta para as férias, deve ter descoberto que as companhias aéreas e os hotéis mudam de preço constantemente. O que talvez custe uma determinada quantidade agora pode ser mais barato ou mais caro amanhã devido a essa fixação dinâmica de preços usada como método para gerenciar os rendimentos. Estudamos essas técnicas de fixação de preços em setores como as companhias aéreas e os hotéis para determinar melhor quando se deve reservar para conseguir o melhor preço.

Essas técnicas de fixação dinâmica de preços são utilizadas quando a demanda por um produto é incerta e a capacidade, fixa. Há um incentivo para vender a maior parte dos assentos ou quartos disponíveis antes da data máxima porque são ativos “perecíveis”: se a companhia não vende o produto a tempo, a oportunidade e o dinheiro são perdidos para sempre.

Mais informações

As operadoras de turismo também usam os preços dinâmicos para aumentar seu rendimento por quarto ou assento e, desse modo, os clientes frequentemente acabam pagando preços amplamente diferentes pelo mesmo produto: até 60% dos quartos de um hotel e muito mais nos voos.

Companhias ‘low-cost’

Mediante diversos estudos e simulações, a equipe do professor Claudio Piga, da Universidade de Keele, no Reino Unido, demonstrou que no núcleo da fixação dinâmica de preços se encontram os controles de inventário de assentos que observamos em companhias aéreas low-cost, como a EasyJet e a Ryanair.

Os pesquisadores descobriram que os preços tendem a aumentar à medida em que o avião enche, o que sugere que o melhor momento para reservar depende da popularidade da rota. Se é muito concorrida, é preciso reservar com bastante antecedência para conseguir o melhor preço, já que as tarifas mais baratas são reservadas cedo e desaparecem do sistema, deixando apenas as mais altas.

A Ryanair é apenas uma das companhias aéreas que usam a fixação dinâmica de preços.
A Ryanair é apenas uma das companhias aéreas que usam a fixação dinâmica de preços.

A pesquisa do professor Piga simulou também uma compra de 50 bilhetes de avião. Adquiriram os bilhetes “no atacado”, o que deu como resultado um preço individual mais alto. Na realidade, se sobra apenas uma passagem na faixa de preço mais baixo, comprar duas passagens de uma só vez representa pagar um preço mais alto para as duas, enquanto o bilhete de preço mais baixo ficará sem ser vendido. Consequentemente, parece recomendável que os clientes dividam as reservas em grupos menores. Desse modo, pelo menos pagam os primeiros bilhetes com uma tarifa mais barata.

Os assentos só ficam mais baratos à medida em que a data do voo se aproxima, se as vendas são menores do que o esperado. Neste caso, mudam para faixas de preço mais baratas para fomentar mais vendas. No entanto, de maneira geral, é de se esperar que os preços subam à medida em que a data se aproxima.

Hotéis

No caso dos hotéis, a situação parece bem diferente, como concluímos eu e o professor Graziano Abrate, da Universidade do Piemonte Oriental, na Itália, em nossos estudos.

Apesar de os hotéis terem um problema semelhante ao das companhias aéreas, que precisam maximizar o rendimento por cada quarto disponível, seus preços parecem menos voláteis. Precisam alcançar um bom equilíbrio entre o preço por quarto e a ocupação de quartos, mas o mercado é muito mais fragmentado, com vários grupos grandes e inúmeros hotéis individuais, todos competindo pelos clientes.

Por isso, os hotéis verificam constantemente os preços e a disponibilidade de quartos de seus concorrentes, e ajustam suas tarifas a partir daí. Em geral, no entanto, é melhor reservar com a maior antecedência possível.

Os preços também podem diferir dependendo de se o hotel fica em um destino de negócios ou de lazer. Em cidades dedicadas ao lazer, é improvável encontrar ofertas de última hora durante o fim de semana, enquanto nas cidades de negócios os preços tendem a ser mais altos durante a semana, devido às diferenças de demanda desses locais.

Os hotéis baratos, no entanto, especialmente os independentes, usam a fixação dinâmica de preços com menos frequência, por causa do custo relativamente alto do software que gerencia o inventário desse modo. Portanto, é mais provável que mantenham preços estáveis.

O ‘big data’ pode vencer o sistema

Por mais espantoso que pareça, sites de comparação de preços como o Skyscanner e o Trivago simplificaram as coisas: graças a tecnologias de big data, nos oferecem a oportunidade de pesquisar preços em diferentes plataformas.

Aparentemente, domingos e terças-feiras são os melhores dias para fazer uma reserva, independentemente de quando se necessite o voo ou o hotel, e tanto em destinos de lazer como de negócios.

E um conselho útil para evitar o overbooking nas companhias aéreas é fazer o check-in no dia anterior ao voo. Uma vez designado um assento e emitido o cartão de embarque, não poderão recusar uma pessoa a bordo, a não ser que ela o aceite voluntariamente.

Uma triste verdade para os consumidores é que as companhias aéreas e os hotéis utilizam sistemas de gerenciamento complexos e avançados para estabelecer seus preços, de modo que será cada vez mais difícil vencer o sistema. Apesar disso, pelo menos sempre teremos a esperança de passar ótimas férias.

Giampaolo Vigliar é professor de marketing na Universidade de Portsmouth, no Reino Unido.

Cláusula de divulgação:

Giampaolo Viglia não trabalha, assessora, possui ações nem recebe financiamento de nenhuma empresa ou organização que possa se beneficiar deste artigo, e não declarou nenhuma afiliação de interesse para além do cargo acadêmico aqui indicado.

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no site The Conversation.