Morre o rapper Prodigy, do duo Mobb Deep

O cantor, de 42 anos, morreu depois de ter sido hospitalizado devido a uma doença sanguínea

Prodigy durante um show na Suíça, em 2016.
Prodigy durante um show na Suíça, em 2016.

Mais informações

Albert Johnson, conhecido como Prodigy, morreu em Las Vegas (EUA) aos 42 anos. O rapper, nascido em Heampsted, Nova Jersey, formou o duo Mobb Deep ao lado de Havoc. Prodigy morreu de complicações relacionadas a uma doença hematológica que sofria desde o nascimento. Havia sido hospitalizado dias atrás, depois de um show do Mobb Deep em Las Vegas.

Mobb Deep começou na dura Nova York do início dos anos noventa, quando o hip-hop –hoje um império bilionário onipresente no mercado musical– ainda era um rap cru, música de rua, de gangues, violência, tiros, ritmo sincopado dos anos do crack e dos tiroteios. Lançaram seu primeiro álbum em 1993: Juvenille Hell (Inferno Juvenil). Em 1995 lançaram o primeiro álbum de grande sucesso, The Infamous (Os Infames) e em 1996 outra joia do gangsta rap, Hell on Earth (Inferno na Terra). Depois da separação, em 2012, Prodigy e Havoc, um duo histórico de rappers, voltaram a trabalhar juntos em 2013 para fazer shows; o último, o de Las Vegas.

Havoc se despediu hoje de seu parceiro artístico e de tempos conturbados com uma foto de Prodigy com seu aspecto rude, charuto na boca, lenço na cabeça, roupas largas e joias. Juntos, lançaram oito álbuns. Prodigy também lançou trabalhos solo colaborando com outros produtores. Seu álbum individual mais recente é The Hegelian Dialecta (A Dialética Hegeliana), lançado em janeiro.