Putin oferece “transcrição” do encontro em que Trump teria vazado dados sigilosos à Rússia

Presidente dos EUA é suspeito de relatar ameaça do ISIS em reunião na Casa Branca com ministro russo

Putin cumprimenta o primeiro-ministro Gentiloni nesta quarta-feira, em Sochi (Rússia).
Putin cumprimenta o primeiro-ministro Gentiloni nesta quarta-feira, em Sochi (Rússia).YURI KADOBNOV / AFP

Mais informações

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou, nesta quarta-feira, que está disposto a entregar a transcrição de um encontro realizado na semana passada entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o ministro do Exterior russo, Sergei Lavrov. “Se a Administração dos Estados Unidos considerá-lo oportuno, estamos dispostos a oferecer ao Senado e ao Congresso norte-americanos a gravação da conversa”, disse Putin em uma entrevista coletiva dada junto com o primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni. Um assessor de Putin explicou depois que o presidente se referia à transcrição e não a uma gravação, segundo a Reuters.

O encontro em questão ocorreu um dia depois de Trump demitir de maneira fulminante o diretor do FBI, James Comey. A última revelação derivada da trama russa indica que o presidente norte-americano pressionou Comey para encerrar a investigação que realizava sobre as conexões com a Rússia de seu primeiro conselheiro de Segurança Nacional, Michael Flynn.

Esta semana, veículos de comunicação norte-americanos denunciaram que no encontro, realizado no Salão Oval da Casa Branca, Trump compartilhou com Lavrov informações supostamente confidenciais. Diante do escândalo, na terça-feira, Trump defendeu seu “direito absoluto” de compartilhar com a Rússia “fatos” sobre terrorismo. De qualquer maneira, seu comportamento gerou desconfiança entre os aliados.

Arquivado Em:

Mais informações

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50