Seleccione Edição
Login

Homem que dormiu em 13 hotéis de luxo sem pagar é preso em Madri

Todos os estabelecimentos em que o vigarista de 58 anos pernoitou eram cinco estrelas

Quarto de um hotel de luxo em Madri. Ampliar foto
Quarto de um hotel de luxo em Madri.

Juan Carlos V. G., de 58 anos, sempre fazia a mesma coisa. Entrava em um hotel de luxo em Madri e pedia um quarto. Não carregava bagagem e sua estadia nunca passava de uma ou duas noites. Quando chegava a hora de pagar, seu cartão sempre dava erro e, com a desculpa de que iria a um caixa eletrônico, ele ia embora sem pagar.

Os agentes da delegacia do distrito de Retiro receberam várias denúncias de hotéis da capital que haviam sofrido o golpe de um homem que chegava e pedia um quarto, sem ter feito uma reserva previamente. Para isso, exibia um cartão de crédito em seu nome, com o qual, supostamente, garantiria o pagamento de sua estadia.

Na manhã seguinte, quando fazia check out do hotel, entregava de novo o cartão de crédito. Quando passavam-no na máquina, sempre dava erro. Mesmo tentando várias vezes. Diante dessa eventualidade, e como não levava bagagem, perguntava onde ficava o caixa eletrônico mais próximo para poder sacar dinheiro. Mas seu verdadeiro paradeiro era muito diferente: ir embora sem pagar, como informou a Sede Superior da Polícia de Madri.

Os estabelecimentos denunciaram na delegacia, e os agentes da Polícia Judicial alertaram os hotéis pelos quais ele ainda não havia passado para que não o aceitassem. Além disso, colocaram vigilância na zona central. Isso lhes permitiu ser alertado por um estabelecimento em que supostamente queria se hospedar. Foi preso em flagrante, acusado de haver enganado pelo menos 13 hotéis de luxo. A polícia calculou que o montante total do seu golpe pode superar os 7.000 euros.

Os agentes apreenderam cinco cartões de crédito em seu nome, que eram utilizados para cometer o golpe.

MAIS INFORMAÇÕES