Seleccione Edição
Login

Polícia é acionada em hotel depois de “forte discussão” entre Maradona e sua companheira

Ninguém apresentou queixa e a polícia se limitou a conversar por alguns minutos com o casal

Maradona
O ex-jogador Diego Maradona junto a sua companheira, Rocío Oliva, no hotel de Madri onde se hospedavam, nesta quarta-feira pela manhã. EFE

A polícia compareceu na manhã desta quarta-feira a um hotel de Madri, na Espanha, depois que o recepcionista ligou para o seu número ao ouvir uma “forte discussão” entre Diego Armando Maradona, o astro argentino do futebol, e sua companheira Rocío Oliva, no quarto que os dois ocupavam. Um grupo de policiais conversou com o ex-jogador e com sua companheira, que confirmaram ter tido uma discussão, mas sem qualquer agressão, segundo fontes policiais. Não foi necessária nenhuma atuação por parte dos médicos do Serviço de Atendimento Médico de Urgência de Madri (Summa). Nenhum dos envolvidos apresentou queixa, razão pela qual a polícia e os socorristas logo se retiraram do local.

Os agentes foram ao hotel Eurostar Suites Mirasierra depois de receber um telefonema durante a noite. A direção do estabelecimento, porém, se negou a confirmar ou a desmentir qualquer aspecto referente a seus hóspedes. A polícia não deu maior importante para o incidente.

O caso se segue a um outro ocorrido na segunda-feira, quando, de visita a Madri para assistir ao jogo das oitavas de final da Champions League entre Real Madrid e seu ex-clube na Itália, o SSC Nápoles, nesta quarta-feira, Maradona teve um bate-boca com um jornalista à saída de um jantar com sua família. O repórter disse, ao vivo, que tinha levado um soco de Maradona, quando este lhe respondeu visivelmente irritado com uma ameaça: “Se eu te pego, te arrebento a cara”.

MAIS INFORMAÇÕES