ATLÉTICO

O Atlético, led a led em seu novo estádio

Futura casa dos colchoneros será a primeira do mundo a utilizar esse tipo de lâmpada na sua iluminação

Imagem em 3D do estádio La Peineta.
Imagem em 3D do estádio La Peineta.

“Teremos o melhor estádio da Europa”, costuma dizer Enrique Cerezo sobre o futuro campo do Atlético de Madrid. Nota-se na linguagem do presidente alvirrubro que a mudança de casa lhe preocupa, especialmente pelo desagrado que produz em um amplo setor dos sócios. “Terá acessos incomparáveis”, salientou no programa de rádio El Larguero na segunda-feira. Por enquanto, e a julgar pelo estágio atual das obras, o estádio La Peineta (nome provisório, que alude a um adorno de cabelos típico da Espanha) continua sem um acesso de metrô que leve até dentro do estádio, como previa o projeto.

336 projetores permitirão a mudança de cor do estádio.

O que é haverá com certeza é um sistema de iluminação sem igual na Europa. O Atlético e a empresa Phillips Lighting da Espanha apresentaram na quarta-feira um projeto composto por luzes LED que até agora não existe em nenhum outro estádio do continente. As lâmpadas desse tipo oferecem um baixo consumo energético e um maior tempo de vida, além de “acenderem e apagarem quase de imediato”, disse Josep Martí, presidente da companhia holandesa.

MAIS INFORMAÇÕES

A iluminação LED, composta por 336 projetores, permitirá a mudança de cor das luzes, o que poderá servir para tingir o estádio com as cores da equipe e a cada gol durante os jogos. “Esta iluminação estará presente tanto no interior do estádio como na fachada frontal e na cobertura suspensa”, contou Martí. A tecnologia, que cumpre os requisitos do Campeonato Espanhol, da UEFA e da FIFA, estará presente também sobre a cobertura do estádio, que terá um sistema de iluminação dinâmica com mais de 16 milhões de cores, permitindo criar espetáculos luminosos em interação com a iluminação da fachada.

A inauguração do estádio, que substituirá o Vicente Calderón, com capacidade para 67.000 espectadores, está prevista para a temporada de 2017-2018, apesar das últimas divergências do Atlético com a prefeitura e o Governo regional de Madri.