“Metade da cidade já não existe mais”, diz o prefeito de Amatrice

Veja o antes e o depois da cidade que foi uma das mais destruídas pelo terremoto na Itália

Amatrice foi uma das cidades mais afetadas pelo terremoto de 6,2 graus na escala Richter que atingiu a região central da Itália na madrugada de quarta-feira, deixando dezenas de mortos e feridos, além de danos materiais.

As autoridades de Amatrice contaram ao menos seis pessoas mortas até o início da manhã, mas dezenas de pessoas continuam sob os escombros, informou o prefeito de município, Sergio Pirozzi.

“Há bairros que desapareceram. Meia Amatrice não existe mais”, diz Pirozzi. A cidade tem 2.600 habitantes e está situada na província de Rieti. A maior parte de suas casas é antiga e construída com pedras. Moradores afirmaram que 70% das construções veio abaixo e a rua principal está arruinada. Outras cidades afetadas pelo terremoto foram Accumoli, Norcia e Arquata del Tronto.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: