Com problemas de saúde, Pelé não irá à cerimônia de abertura da Olimpíada do Rio

Ex-jogador estava cotado para acender a pira olímpica no Maracanã

Pelé segura a tocha olímpica.
Pelé segura a tocha olímpica.A. MELLO (AFP)

Pelé não participará da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio do Janeiro porque não se encontra “em condições físicas” para isso. O Rei era um dos candidatos a acender a pira olímpica, um ritual tradicional que marca o início das competições olímpicas a cada quatro anos.

Mais informações
O mundo olha para o Rio
Contagem regressiva
Detido um boxeador marroquino por abusar de duas camareiras na Vila Olímpica

“Neste momento eu não estou em condições físicas de participar da abertura da Olimpíada. E, como brasileiro, peço a Deus que abençoe a todos que participarem desse evento e que seja um grande sucesso e termine em paz!”, afirmou o ex-jogador em nota.

Pelé, de 75 anos, considerado por muitos o melhor jogador de futebol de todos os tempos, disputou quatro Copas do Mundo e é o único atleta a ter conquistado em três ocasiões o principal torneio do seu esporte: em 1958, na Suécia, quando tinha apenas 17 anos, em 1962, no Chile, e em 1970 no México. Nos últimos anos, sofreu vários problemas de saúde.

“Só Deus é mais importante do que minha saúde! Em minha vida tive fraturas, cirurgias, dores, internações em hospitais, vitórias e derrotas, e sempre respeitando aqueles que me admiram. A responsabilidade das decisões é minha, onde sempre procurei não decepcionar a minha família e o povo brasileiro”, diz a nota.

A cerimônia de inauguração acontece na noite desta sexta-feira, no estádio do Maracanã.

Regras

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS