Atentado em Munique

“Turcos de merda. Sou alemão, nasci aqui”, gritou o atirador de Munique

Autor do massacre na Alemanha fez questão de frisar sua nacionalidade e seu ódio pelos estrangeiros

Cena do atirador de Munique e um morador no seu terraço

Morador (M): “Você é um cuzão...”

Atirador (A): “Por causa de gente como vocês eu… (ininteligível).

Mais informações

M: “Você é um cuzão. É um pentelho.”

A: “…E agora eu tenho que comprar uma pistola para atirar em vocês.”

M: “Uma pistola... Vai se foder. Sua cabeça não está boa.”

O atirador e o morador trocam insultos.

O morador aparentemente se dirige às outras pessoas postadas nas janelas: “Ele tem uma pistola, o cara está com uma pistola.”

A: “Turcos de merda.”

M: “Estrangeiros de merda.”

O morador se dirige a outra pessoa: “Ei, ele está com uma pistola. Está com uma pistola carregada. Chama a polícia.”

A: “Sou alemão”

M: “É um pentelho. Isso é o que você é.”

A: “Para de filmar!”

M: “Um pentelho é o que é você, que porra você está fazendo?”

A: “Eu nasci aqui”

M: “E daí? Que merda você está fazendo?

A: “Fui criado aqui, na área do Hartz 4 [um benefício social alemão].”

O vizinho e o atirador falam com mesmo tempo, e o diálogo fica ininteligível

A: “Não fiz nada aqui para… [ininteligível]. Cala a boca!”

M: “Você é um pentelho. [Com outra pessoa] Ei, ele está no telhado aqui [ininteligível]...”

O homem que grava se protege, e o atirador começa a disparar.

O morador volta chamar o atirador de “pentelho”.

O morador grita para o atirador algo como: “Você está atirando para cá”, e o atirador responde: “É, aí onde você está, né? Sim, você está bem aí.”

Fim do vídeo.