Identidade de gênero

Obama aprova o primeiro monumento nacional aos direitos dos homossexuais

Bar Stonewall Inn de Nova York é considerado o berço da reivindicação LGTB

Flores e velas no dia 16 de junho passado, no Stonewall, lembrando o atentado de Orlando
Flores e velas no dia 16 de junho passado, no Stonewall, lembrando o atentado de OrlandoJulie Jacobson (AP)

O Stonewall Inn, em Nova York, o lendário bar considerado o berço das reivindicações pelos direitos dos homossexuais, se tornou o primeiro monumento de caráter nacional nos Estados Unidos, em reconhecimento à luta da população LGBT (Lésbicas, Gays, Transexuais e Bissexuais).

O presidente Barack Obama aprovou a nomeação na sexta-feira, duas semanas após o massacre realizado em uma boate gay em Orlando e na véspera da comemoração do Orgulho Gay na Big Apple, embora a medida já estava prevista. No Stonewall, que já contava com a categoria de monumento histórico, ocorreu uma revolta após uma batida policial em 1969, que é considerado o início da luta pela libertação LGBT.

MAIS INFORMAÇÕES

“Acho que nossos parques nacionais devem refletir a história completa do nosso país – a riqueza e a diversidade e o espírito unicamente norte-americano que sempre nos definiu”, disse Obama em um vídeo.

Em 28 de junho de 1969, policiais entraram em um dos lugares mais populares para os gays em Nova York, porque era proibido vender bebidas alcoólicas aos homossexuais, mas o que seria uma batida de rotina terminou de uma forma que as forças da ordem não esperavam. Os clientes se recusaram a se identificar e muitos simpatizantes começaram a se concentrar na porta em sinal de protesto. O enfrentamento com a polícia terminou com revoltas violentas.

O Stonewall, que continua aberto no Greenwich Village, é hoje um lugar de peregrinação e culto. A manifestação do Orgulho Gay passa por lá todos os anos.