Astronomia

Solstício de inverno, o dia mais curto do ano, chega ao hemisfério sul

Pela primeira vez em 68 anos o fenômeno coincide com a lua cheia

Esta segunda-feira é o dia mais curto do ano no hemisfério sul. O solstício de inverno marca a chegada da estação mais fria do ano, que corresponde à data em que o sol atinge sua máxima declinação norte, e coincide com o início do verão no hemisfério norte.

MAIS INFORMAÇÕES

A partir deste momento, a duração dos dias se prolongará até o início da primavera. Desta vez, o solstício de inverno coincide com a lua cheia, algo pouco frequente que pode será ser observado pela primeira vez em 68 anos.

O solstício de inverno é festejado por muitas culturas ao redor do mundo. No Peru, é comemorado o Inti Raymi, cerimônia inca em homenagem ao sol que coincide com a noite mais longa do ano. Na Bolívia acontece o Willka Kuti, que na língua aimará significa “o retorno do sol”, enquanto chilenos e argentinos se reúnem na festa We Tripantu, de origem mapuche.

Por ocasião desse fenômeno astronômico, o Google Austrália dedica nesta terça-feira um de seus habituais doodles à chegada do inverno no hemisfério sul.

Diante do frio rigoroso que sentimos no fim do outono será que vai esfriar ainda mais no inverno brasileiro? Neste ano de 2016 teremos o frio que não tivemos nos últimos dois anos. Os invernos de 2014 e 2015 foram com pouco ou nenhum frio notável. Em particular no ano de 2015, por causa da influência de um forte fenômeno El Niño, as massas polares intensas foram bloqueadas e praticamente não chegaram ao Brasil.

Solsticio de Invierno 2016