Copa América

Brasil está eliminado da Copa América

Seleção brasileira foi derrotada pelo Peru e ficou fora da segunda fase do torneio pela segunda vez na história

Brasil de Dunga caiu na primeira fase nos EUA.
Brasil de Dunga caiu na primeira fase nos EUA.HECTOR RETAMAL (AFP)

O Brasil está eliminado da Copa América Centenário. A seleção brasileira caiu na fase de grupos pela segunda vez na história. Neste domingo, o time de Dunga perdeu por a 1 a 0 para o Peru, gol marcado com a mão por Ruidíaz, e deu adeus à competição. A seleção peruana se classificou em primeiro lugar no grupo B e vai enfrentar a Colômbia nas quartas de final. O Equador, segundo colocado, pega os Estados Unidos.

Na entrevista coletiva, Dunga colocou a culpa pela eliminação na arbitragem, que validou gol ilegal do Peru aos 33 minutos do segundo tempo. O treinador, responsável também pela seleção olímpica, disse que não tem medo de ser demitido. "Tenho certeza de que o torcedor viu o jogo e viu como o Brasil foi eliminado. Não foi eliminado dentro do futebol". "Só há uma coisa que eu temo, que é a morte. Não tenho medo de ser demitido. Aqui no Brasil nós queremos que as coisas se resolvam em um ou dois anos. Tem que ter paciência, tem que persistir e ter consciência do que está fazendo", falou o técnico.

O jogo

O primeiro tempo brasileiro foi bom. Dunga escalou Lucas Lima no lugar de Casemiro, suspenso, e indicou um time ofensivo. Elias, Renato Augusto, Lucas Lima, Willian e Coutinho tinham a missão de servir Gabriel Barbosa no ataque. Apesar da formação mais técnica, o Brasil não conseguiu finalizar com competência na primeira etapa. Foram três boas chances de gol, com Filipe Luís, Gabriel Barbosa e Willian, mas faltou capricho para definir. Ainda assim, a equipe mostrou alternativas, com uma escalação perto do ideal e dentro das possibilidades após seis cortes na lista original.

No segundo tempo, porém, o Peru levou apenas 10 minutos para chegar com perigo duas vezes. E não parou. Os peruanos dominaram a partida até o gol ilegal de Cuevas, marcado aos 28 e validado apenas cinco minutos depois, tempo que o árbitro levou para consultar seus auxiliares e finalmente, errar. Foi um balde de água fria na seleção, muito mal na etapa final. Com 15 minutos para reagir, Dunga tinha duas alterações para fazer, mas só colocou Hulk no lugar de Gabriel, que estava bem. E Não mexeu mais no time. No final, Elias ainda teve chance cara a cara com o goleiro Gallese aos 47, mas errou o domínio. Fim de jogo e, além da eliminação na primeira fase, a equipe ocupa a sexta posição nas eliminatórias sul-americanas para a Copa, fora da zona de classificação.

Alguns jogadores deram explicações ao final da partida. "Poderíamos ter arriscado mais finalizações e errado menos passes no final", disse Renato Augusto, muito abatido. Seguindo a linha de Dunga, Willian também culpou a arbitragem pelo resultado. "Hoje é um dia difícil. Fizemos um bom jogo, mas houve um erro que acabou sendo crucial na partida que foi o gol de mão". O goleiro Alisson discorda. "Faz parte do futebol, um dia é a favor, no outro é contra".

Quando o assunto foi a demissão do técnico Dunga, os jogadores desconversaram. Daniel Alves falou que não é justo jogar a responsabilidade toda no treinador. "Eu acredito que eu cometeria um grave erro se buscássemos culpados. Somos responsáveis. Não temos essa intenção de não ter êxito, nossa preocupação é fazer as coisas da melhor forma possível. Mas não estamos conseguindo, e essa responsabilidade é de todos, não só do Dunga". A expectativa é que a CBF se pronuncie nas próximas horas sobre o futuro do comandante.

Veja como contamos Brasil 0x1 Peru no minuto a minuto: