Eleições EUA

Chefe de campanha de Donald Trump é acusado de agredir uma jornalista

Acusado de torcer o braço de uma repórter, Corey Lewandowski terá de responder à Justiça em maio

Corey Lewandowski com Trump, no último dia 15.
Corey Lewandowski com Trump, no último dia 15.Gerald Herbert / AP

Mais informações

Corey Lewandowski, chefe de campanha do principal candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, foi acusado de cometer uma agressão leve a uma jornalista, durante um evento da campanha na Flórida, em março. O braço-direito do magnata republicano se apresentou nesta terça-feira voluntariamente à polícia, em uma delegacia na Flórida, e agora deverá se defender da acusação, à qual ele nega, formalmente diante de um juiz no dia 4 de maio.

Lewandowski é acusado de ter causado “intencionalmente” hematomas e arranhões no braço da repórter Michelle Fields, de 28 anos, que trabalha para o canal de notícias Breitbart. Donald Trump divulgou nota em que defende a “absoluta inocência” do seu chefe de campanha, embora já circulem nas redes sociais um vídeo que mostra o o coordenador da campanha puxando a repórter pelo braço.

Os fatos ocorreram num ato de campanha do republicano realizado no último dia 8, quando a jornalista tentava fazer uma pergunta ao candidato conservador. O boletim de ocorrência policial relata que Lewandowski, de 42 anos, agarrou com sua mão direita o braço esquerdo de Fields, o torceu e a fez sair do lugar que ocupava.

Fields também divulgou em seu Twitter uma foto dos hematomas em seu braço, supostamente causados pelo coordenador da campanha de Trump.

O chefe de campanha de Trump contratou para sua defesa um advogado de Palm Beach, segundo a rede de televisão CNBC. Lewandowski deve apresentar ao tribunal uma declaração de inocência, e Trump se mostrou completamente crédulo de que seu assessor será completamente inocentado de todas as acusações.

Mais informações

O mais visto em ...

Top 50