Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Mais de 72 pessoas morrem em atentado suicida no Paquistão

Maior parte das vítimas do ataque, cometido em um parque, é formada por mulheres e crianças

Serviços de emergência levam o corpo de uma das vítimas. / Reuters-Quality

Ao menos 72 pessoas morreram e mais de 340 ficaram feridas em um atentado suicida cometido neste domingo em Lahore, a segunda cidade mais populosa do Paquistão. As primeiras informações indicam que a explosão ocorreu no estacionamento do parque de Gulshan Iqbal, que estava lotado no momento por se tratar de um dia festivo, segundo a emissora paquistanesa Geo TV. A maior parte dos mortos é formada por mulheres e crianças.

"Um suicida provocou a explosão das bombas que carregava no parque Gulshan Iqbal por volta das 19h (horário local)”, afirmou o porta-voz policial da região Mohamed Salim. Testemunhas da explosão disseram que as vítimas estavam sendo transportadas para hospitais em táxis e carros de passeio.

Os serviços de resgate transportaram mais de 30 corpos para diferentes hospitais da cidade, e várias testemunhas do atentado afirmam ter visto partes de corpos em todo o estacionamento. Havia mais de 23 ambulâncias no local do atentado.

A região de Punjab, da qual Lahore é a capital, é a maior e mais rica do país. Também é mais pacífica do que outras regiões paquistanesas, mas nos últimos anos o problema da violência tem se agravado. O Paquistão, um gigante com mais de 190 milhões de habitantes, sofre um problema triplo de violência: o Taliban, grupos criminosos e uma disputa sectária.

MAIS INFORMAÇÕES