Séries

As séries que você não pode perder em fevereiro

Uma olhada em alguns títulos imprescindíveis da ficção internacional neste mês

Lena Dunham como Hannah em 'Girls', que estreia quinta temporada.
Lena Dunham como Hannah em 'Girls', que estreia quinta temporada. Reprodução

Séries, séries e mais séries. A enorme oferta de ficção televisiva obriga a ser seletivo ao escolher o que ver e o que descartar. É impossível abranger tudo. Depois de examinarmos as séries que voltam ao ar a partir de fevereiro, começamos um guia com uma seleção das séries que você não deve perder.

Better Call Saul

Mais informações

O universo de Breaking Bad encontrou nova vida em Better Call Saul. Mas este subproduto – que na verdade se passa antes da trama anterior – conseguiu ter uma identidade própria. Como o incompetente Jimmy McGill se tornou o trambiqueiro falastrão Saul Goodman, a quem futuramente Walter White recorrerá em busca de ajuda? Com Vince Gilligan e Peter Gould à frente, a série conseguiu convencer os fãs que receavam qualquer tipo de continuação de Breaking Bad, série colocada no Olimpo televisivo. Só que Better Call Saul conquistou seu espaço no mundo seriéfilo com sua mistura de drama, ligeiros toques de humor negro e sua vontade de mergulhar na alma dos personagens. As grandes interpretações do Bob Odenkirk e Jonathan Banks, entre outros, também ajudam.

Por que não perder? Porque expande o universo de Breaking Bad (com referências e piscadelas aos fãs), usando um olhar e um estilo próprios.

A previsão é de que a segunda temporada da série seja disponibilizada a partir de 16 de fevereiro.

Love

Uma das estreias trazidas pela Netflix em fevereiro será esta comédia assinada por Judd Apatow. É estrelada por Guy e Mickey, seres opostos, mas que, depois de se conhecerem em uma loja, ficarão misteriosamente conectados. Não podemos dar muitos detalhes, mas no trailer é possível notar o tom leve, despreocupado e espontâneo das conversas entre os protagonistas. Será o novo Master of None da Netflix?

Por que não perder? Porque com tanto drama no nosso dia a dia, sempre é bom ver algo leve e que alguém se arrisque a dar um sopro de ar fresco à televisão.

Em 19 de fevereiro, a Netflix vai postar os 10 capítulos da primeira temporada de Love.

> Nos acompanhe pelo Twitter e pelo Facebook

>> Assine a newsletter semanal do EL País Brasil

Girls

As protagonistas de Girls cresceram. Mas algumas coisas nunca mudam. Hannah e suas amigas ainda estão procurando seu lugar no mundo apesar do passar dos anos e, em alguns casos, de a vida aparentemente se mostrar mais estabilizada do que antes. A série de Lena Dunham não é para qualquer um. Dunham nunca quis agradar a todos, e deixou isso claro em várias ocasiões. Mas, justamente por isso, a série tem uma marca que a torna diferente do resto.

Por que não perder? Porque, se você chegou até aqui, deve continuar acompanhando as aventuras de Hannah e companhia (esta será a penúltima temporada, a sexta será a última). E porque, na verdade, é "uma voz de uma geração", como dizia a protagonista.

A previsão é de voltar ao ar pela HBO em 21 de fevereiro.

The Night Manager

Tom Hiddleston e Hugh Laurie lideram o elenco desta minissérie que adapta o romance de mesmo nome de John Le Carré. The Night Manager chega para se juntar à onda de boas séries focadas em espionagem dos últimos anos. A expectativa positiva é alimentada não só pelos grandes nomes do elenco, mas também pela coprodução entre a AMC e BBC por trás de uma série que conta a história de um ex-soldado britânico — e concierge durante à noite em um hotel — que é recrutado pelo serviço secreto para se infiltrar no círculo de confiança de um traficante de armas. Muita coisa para prestar atenção.

Por que não perder? Uma história de John Le Carré, com Tom Hiddleston e Hugh Laurie... É preciso falar mais alguma coisa?

A estreia no Brasil será em 22 de fevereiro, pela AMC.

Happy Valley

A primeira temporada deste drama britânico, já disponível no Brasil pelo Netflix, foi unanimemente elogiada nos países onde estreou em 2014 e, por isso, vale a menção. O prêmio BAFTA (principal premiação do cinema e da televisão do Reino Unido) de melhor série é a maior prova do seu sucesso. Apesar do título (vale feliz), a felicidade brilha por sua ausência nesta história que combina drama e thriller policial, tendo como protagonista a sargento de polícia Catherine Cawood (interpretada por Sarah Lancashire). Em sua primeira temporada, de apenas seis capítulos, sua vida é sacudida pela volta à cidade de um homem que ela acredita ter estuprado sua filha, levando-a ao suicídio. A policial fica obcecada por encontrá-lo e fazer justiça.

Por que não perder? Porque é uma história dura e desoladora, muito bem narrada e interpretada, e com a qual é fácil se conectar. Ainda não há data para a estreia da próxima temporada no Brasil.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete